Vídeo: médico se fantasia de dinossauro para abraçar filho que não via há um mês!

4min. de leitura

Juan Lambert está trabalhando na linha de frente contra o coronavírus e precisa ficar afastado da família, mas encontrou um jeito criativo e seguro de matar a saudade do filho.



Pais e mães precisam desenvolver a criatividade, e esse médico de São Sebastião, em São Paulo, provou que sabe muito bem as melhores maneiras de se conectar com seu filho, mesmo durante esta pandemia, em que o contato físico está sendo uma de nossas maiores limitações.

Juan Lambert é médico e está trabalhando na linha de frente contra o coronavírus, no Hospital de Clínicas de São Sebastião. Como está em contato direto com pacientes infectados pelo vírus, seu contato com a família está bastante limitado.

A distância do filho Lucca, de 4 anos, e da mulher, Nane Monter, que está no quinto mês de gravidez, era algo muito difícil de lidar, por isso, no último sábado, quando se completavam 35 dias sem ver a família, Juan encontrou uma maneira criativa de matar a saudade.


O médico comprou uma fantasia de dinossauro, animal que o filho adora, e foi visitá-los.

O vídeo postado por Juan em seu perfil, no Facebook, mostra que, à primeira vista, Lucca se assustou um pouco com aquela figura, mas logo que percebeu o pai escondido atrás da fantasia, tudo mudou.


Os dois ficaram juntos por uns 20 minutos e puderam matar um pouco da saudade que sentiam um do outro.

Em entrevista ao G1, Juan disse que o abraço que deu no filho era o combustível de que precisava para continuar na luta contra o vírus.

A evolução da gravidez da esposa, que está carregando a menina Liz, cujo nascimento está previsto para setembro, tem sido acompanhada por Juan através do celular, mas ele está esperançoso em que a filha chegue num momento melhor do que o atual.


Na entrevista, ele recomendou a continuidade do isolamento, para evitar um colapso, e disse acreditar que seremos capazes de vencer esta situação. O médico reforçou que este está sendo um dos maiores desafios enfrentados pelos profissionais de saúde, mas que sente orgulho da profissão e deseja dar orgulho ao filho.

Se depender da aprovação do menino, Juan já pode ser considerado um grande herói. Ouvido pelo G1, Lucca mostrou muito orgulho do pai ao dizer que ele não pode estar presente, neste momento, porque está matando o “oronavírus”.

Certamente, o esforço do pai para se manter presente na vida de Lucca faz muita diferença neste período complicado de sua vida, e o faz ser considerado especial pelo filho.

Esta história é um exemplo de quanto esforço os profissionais de saúde estão fazendo por todos nós e nos lembra de que eles merecem todo o nosso respeito e consideração.

Compartilhe o artigo com seus amigos através das redes sociais!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.