Comportamento

Viralizou: aos prantos, menino conta que ouviu os pais “fazendo amor”

capa site Viralizou aos prantos menino conta que ouviu os pais fazendo amor

No vídeo, o menino aparece nitidamente incomodado, e até mesmo histérico, por ter ouvido os pais transarem na noite anterior.

A vida com filhos, para os casais, não é tão simples quanto muitos imaginam. Todas as ações, palavras e até pensamentos precisam de muitos cuidados. A vida a dois passa por uma mudança radical desde os primeiros meses de vida das crianças, e os que pensam que quando crescem as coisas ficam mais simples se enganam.

Conforme vão atingindo certo nível de maturidade, passam a compreender ainda mais certos comportamentos e ações dos pais. Foi o que aconteceu com um menino canadense, que viu seu vídeo viralizar nas redes sociais depois que sua irmã o filmou em choque por ter ouvido os pais “fazendo amor” na noite anterior.

A irmã acha a situação toda bem engraçada, mas o menino rebate, explicando que se ela tivesse ouvido “estaria morta” em seu lugar. Além disso, uma das coisas que visivelmente incomodam o menino é o fato de os pais terem tido relações três vezes naquela noite, piorando ainda mais suas impressões.

O vídeo foi excluído do Twitter da irmã, Rana Hasse, mas ela informou à época que, logo depois da filmagem, levou o irmão para comer hambúrguer e falar um pouco mais abertamente sobre o ocorrido. Por mais que a conversa sobre sexualidade com os filhos pré-adolescentes e adolescentes seja desconfortável, chega um momento em que é inadiável.

2 Viralizou aos prantos menino conta que ouviu os pais fazendo amor

Direitos autorais: reprodução YouTube/ viralizei.

Como devo agir?

Pode parecer um pouco óbvio, mas evite manter relações íntimas perto dos filhos, mesmo que ainda sejam bebês. Algumas pessoas acreditam que quando ainda são muito novos não vão saber discernir o que está acontecendo, mas é justamente por isso que não deve acontecer. Ainda bebês, confundem aquele momento íntimo dos pais com um ato de violência, pois não têm capacidade para compreender a profundidade das relações adultas.

É importante ressaltar que não se deve nem manter relações no mesmo cômodo que a criança, mesmo que ela esteja dormindo. O melhor a fazer, nesses casos, é buscar outro local para o momento de intimidade, sendo preferível priorizar ocasiões em que os filhos estejam fora de casa. Se não for possível, lembre-se sempre de trancar a porta e evitar fazer barulhos que possam despertar a criança e causar nela incompreensão.

Eles presenciaram, e agora?

Se, mesmo tomando todas as medidas necessárias, os filhos presenciaram o que não deveriam, lembre-se de manter a calma. O melhor caminho é tentar manter a comunicação aberta e cheia de amor e afeto. O primeiro passo é saber o que a criança compreendeu daquele ato.

Pode ser que tenha visto muito pouco, ou não, mas é seu papel ajudá-la a compreender o que aconteceu. Avaliar a idade da criança também é importante, não se usa vocabulário adulto com crianças pequenas; abordagens mais lúdicas sobre o amor que os pais sentem um pelo outro pode ser o melhor caminho.

Especialistas afirmam que, nesses casos, é comum sentir insegurança quanto a acessar a criança, como falar de assuntos tão delicados. Outra saída é conversar com psicólogos ou especialistas em educação sexual, eles podem oferecer maneiras para uma boa comunicação com os filhos.

A educação sexual é extremamente importante e serve como mecanismo de defesa em vários momentos, além de ter uma compreensão mais completa sobre o próprio corpo. Tirar dúvidas dos filhos, responder às suas curiosidades, respeitar cada pergunta, ensinar sobre os cuidados com o corpo, prevenção e limites garantem a eles ser mais conscientes e responsáveis.

0 %