4min. de leitura

Vista-se de si próprio – Seja as suas inúmeras facetas do bem. Seja apenas seu próprio espírito!

 Seja as suas inúmeras facetas do bem. Seja apenas seu próprio espírito!

E se eu te falasse um oi, nós conversássemos e, em algum momento, eu apenas te observasse?


Não somente a maneira como se veste, mas também sua postura, como se alimenta, como segura um garfo, uma caneta, como sorri, os seus olhos e a profundidade da sua íris, seus dentes e como morde, ou a inclinação do seu sorriso. Poderia observar seus cabelos pretos ou grisalhos, seu jeito todo atrapalhado ou mesmo como manifesta carinho.

Ah, como você tem marcas! Assim como eu, assim como qualquer pessoa. E quem sabe ler essas marcas e as estuda, já sabe muito mais sobre a pessoa que ela mesma. Sabe como se comportou diante da vida. Sabe se fala palavras doces ou é dotado de discurso pessimista; sabe o que acha de si mesmo, sem precisar de um espelho. Sem precisar de palavra alguma.

E para mais outros detalhes, pode observar a casa do indivíduo, onde gosta de ficar, como está a disposição dos objetos que mais gosta, a interação do indivíduo com os setores da casa e, consequentemente, com os setores da vida.


Ah, ler pessoas é muito mais que saber sobre a personalidade. É ver as dores do passado se ainda assombram. É saber se lida bem com superiores. É a melhor maneira de se amar ou contratar alguém.

Há quem deteste ler livros. Sorte a minha amá-los. E ainda mais amar estudar as pessoas. É ver os outros e a roupagem. É também ver-me, ler-me perante a vida. É saber o impacto do meu gesto, a favor do que eu quero. É ser uma suave bailarina no meio do teatro da vida. É sorrir feito palhaça e, ao mesmo tempo, deliciar-me em uma pratada de macarrão ao pesto.

E antes que eu me esqueça, o humor! É uma delícia a gente ser a gente mesmo! Frase estranha mas guarda toda sua profundidade. Quando dentro de você, um ser totalmente nu de todas essas regras! Um simples olhar abre o horizonte, abre a alma, só saber olhar. Cada um ter o prazer e a dor infinitas dentro de si mesmo. Sendo a dor a ausência de amor, ausência da verdade. Os olhos são regados da verdade. Os olhos te hipnotizam quando você os instiga por alguns segundos. Os olhos podem ser seduzidos e seduzir. Por isso, independente de quem você será hoje, amanhã, olhe nos seus olhos. Olhe nos olhos de outras tantas almas que você tem a oportunidade de estar.


Seja o ser humano mais bobo e alegre aí dentro. Seja aquela criança que você julgou ser um erro. Seja aquele adulto chique e cordial.

Seja as suas inúmeras facetas do bem. Seja apenas seu próprio espírito. Assim, seu corpo escolherá pigmentar seus cabelos brancos com a vida de uma cor mais vibrante, seu rosto irá ganhar um rubor todo romântico e seus lábios apenas conhecerão os mais deliciosos sabores.

Assim, não terei que ler mais um ser humano cansado, estressado, esgotado de viver. Poderei ler o quanto você é paz e alegria por onde estiver e ler através de outras pessoas a sua luz interior brilhando.

E aí, o que você escolheu para hoje?

Namastê!

____________

Direitos autorais da imagem de capa: yellowj / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.