Comportamento

Viúva de Tom Veiga, o Louro José, Cybelle Hermínio exibe novo amor na web

capaviuva de Tom Veiga o Louro Jose Cybelle Herminio exibe novo amor na web

Nas redes sociais, ela compartilha momentos com o affair.

Aparentemente, a fila andou para Cybelle Hermínio Costa, ex-mulher de Tom Veiga, intérprete do papagaio Louro José, que faleceu em novembro de 2020.

Nas redes sociais, ela tem compartilhado fotos e vídeos ao lado do companheiro, cuja identidade não foi revelada, e recebendo apoio de fãs e amigos, que revelam estar felizes pelo seu recomeço.

O relacionamento de Cybelle e Tom foi cercado de polêmicas, e terminou dois meses antes da morte do eterno Louro. Cybelle foi a terceira mulher do ator, com quem esteve casada por oito meses.

2viuva de Tom Veiga o Louro Jose Cybelle Herminio exibe novo amor na web

Direitos autorais: Reprodução / Instagram.

De acordo com informações do portal Extra, a mulher foi acusada de agredir Tom quando ainda estavam juntos. Tom teria contado, por meio de mensagens, sobre as agressões à segunda esposa, Alessandra Veiga, com quem estava reatando a relação.

O ator disse a Alessandra, que é mãe de dois de seus filhos, que o motivo da separação foram as agressões, e a mulher guardou algumas imagens que Tom havia lhe enviado.

No entanto, Cybelle negou as acusações do ex-marido e chegou a afirmar que eles nunca se separaram de fato. Ainda segundo o Extra, numa entrevista a Roberto Cabrini, ela questionou por que ele não fez um boletim de ocorrência (B.O.), um exame de corpo de delito ou pleiteado uma medida protetiva contra ela.

Um amigo de Cybelle disse ao jornal que ela lhe contou algumas vezes sobre discussões mais acaloradas do casal, e que num desses momentos “ele partiu para cima dela”, o que era comum quando estava bêbado.

Apesar de essa polêmica ter dado o que falar, não foi a única situação desse tipo com a qual Cybelle se envolveu. Nos outros casos, todavia era tida como vítima.

Ainda de acordo com o Extra, em fevereiro de 2009, ela procurou uma delegacia para informar que havia sido agredida pelo próprio pai depois de uma briga com o irmão. No B.O. consta que o pai, ao tentar separar a briga, deu uma “chave de braço” em Cybelle, machucando-a. O boletim ainda informa que ela tomou a decisão de representar contra o pai porque não foi a primeira vez que ele a havia agredido fisicamente.

Três anos depois, em 2012, ela registrou nova queixa por agressão, desta vez contra Deborah Amaral Monteiro Lopes, que segundo Cybelle a segurou “se utilizando de força excessiva” durante uma discussão relacionada a trabalho.

À época, a ex de Tom Veiga trabalhava como gerente da empresa de moda feminina da qual Deborah era dona. No documento, Cybelle explicou que a então chefe teria se desagradado ao receber um e-mail dela questionando algumas coisas sobre o trabalho.

Na frente da loja, Deborah teria gritado com Cybelle dizendo que não queria mais receber e-mails de gerentes, segurando o seu braço e puxando o celular que a gerente usava para gravar a conversa.

Depois do incidente, Cybelle foi demitida e moveu um processo contra a empresa em que pedia aproximadamente de R$ 450 mil por danos morais. No entanto, perdeu por duas vezes a ação.

O último B.O. ao qual o Extra teve acesso foi feito por perturbação da tranquilidade e vias de fato, em 2017, contra o ex-namorado Felipe Fabbriani. Ela contou que o homem a abordou em um restaurante em que estava acompanhada de um amigo e empurrou os dois.

Cybelle disse que só não foi agredida porque testemunhas seguraram Felipe, com quem se relacionou por três anos. À época, ela conseguiu uma medida protetiva contra ele. Contatado pelo jornal, Felipe afirmou que o motivo da briga foi uma traição da mulher.

0 %