Qualidade de vida

Viva a criança que existe em você!

É difícil encontrar uma pessoa que não tenha apreciado a obra “O Pequeno Príncipe” de Antoine Saint-Exupéry. A história começa com uma aventura vivida no deserto. Certa manhã o autor é acordado pelo Pequeno Príncipe, que lhe pede: “Desenha-me um carneiro”? Assim tem início o relato das fantasias de uma criança como outra qualquer, que questiona as coisas mais simples da vida com pureza e ingenuidade.



Através de suas obras, Antoine de Saint-Exupéry transparecia ver os adultos como pessoas incapazes de entender o sentido da vida, pois haviam deixado de ser a criança que um dia haviam sido. Entendia que é difícil para os adultos – indivíduos considerados por ele seres estranhos – compreender toda a sabedoria de uma criança.

O conceito Estado de Ego, utilizado na análise transacional, é uma maneira específica de se pensar, sentir e comportar-se. Analisa exatamente o que o autor do livro “O Pequeno Príncipe” prezava: capacidade para compreender e manter viva as habilidades de uma criança. O ego representa a personalidade e pode assumir diferentes estados de acordo com o momento.

A condição de ego criança, é o primeiro estado a existir. Quando estamos neste estado, agimos como a criança que já fomos um dia. Este estado caracteriza-se pela liberação de emoções, sentimentos naturais e manifestação dos instintos. Contém recordações das experiências mais antigas do indivíduo e suas reações às mensagens recebidas na infância. É na criança que está o que gostamos de fazer e o conceito do sentido da vida. Neste estado, concentra-se uma espécie de resíduo da criança que já fomos.


A psicóloga Juliana Veloso, afirmou ser comum a pessoa se fechar diante das responsabilidades da vida adulta e deixar o espírito de criança de lado. “Mesmo na fase adulta é preciso se divertir, dar risada, ter disposição, ser alegre, afinal o mundo não é feito apenas de responsabilidades. As pessoas que trabalham esse lado criança, possuem inclusive maior facilidade para resolver o problema. Por ser uma pessoa positiva, encontra maiores alternativas sem se desesperar”.

Para comprovar em sua vida a opinião de Antoine de Saint-Exupéry, sobre ser criança, faça uma avaliação do seu comportamento e preste atenção nas suas atitudes. Perceba quantas vezes agirá no estado de ego criança. Evidenciar a criança que existe dentro de você, traz espontaneidade, intuição, criatividade, autenticidade, entre outras características.

Oração do segredo

Artigo Anterior

Atitude positiva

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.