AmorFelicidadeO Segredo

Viva o luto e amadureça!

viva o luto e amadureça

Você ama alguém que até um momentos atrás, tudo parecia ir bem e do nada essa pessoa te deixa. E você se vê, sozinha (o), sem nada entender, presa somente as perguntas. As respostas foram embora junto com a pessoa que você acreditava ser o amor eterno.



O que fazer agora? É um vazio sem explicação. Em cada canto da casa há registros de gozos de amor, de entrega, registros de verdades, de sonhos e planos para uma vida inteira.

Pintou alguém? Você não sabe. Afinal, quem partiu levou todas as respostas.   E diante dessa dor e incertezas, só resta viver esse luto.

Então…  Viva o luto! Grite que as razões desse amor, fale alto para você que essa pessoa era tudo, chore sozinha (o), em companhia de amigos, chore no banho, chore até a alma virar pelo avesso, e se quiser embriagar-se, vá lá e embriague-se nas suas dúvidas, perguntas e sofrimento. E não tenha vergonha, deixe o mundo e a pessoa que se foi saberem que todo esse sofrimento foi causado por essa separação.


Mas lembre-se, enquanto você vive essa dor, ela ou ele pode estar gritando de prazer sendo tomada pela boca de outro alguém. Mas, mesmo assim, viva esse luto.

Fará-lhe bem, lhe deixará mais leve e mesmo que durem semanas, meses, tudo vai passar. E aos poucos a saudade vai dando lugar as lembranças até o dia em que se transformará em registros sem importância.

E depois que esse luto passar… Ah! Respire, pendure a alma no varal e permita-se viver o encantamento de um novo amor. Permita-se- ficar boba novamente e sinta a delícia de viver as borboletas no estômago. Aproveite e mergulhe sem medo e ria em uma nova companhia.

E se essa pessoa a resolver voltar?  Bom… Encontrará um novo alguém cuidando de você.


E agora ela ou ele também aprenderá  a viver o luto .

Viver nossas emoções, nossas brigas internas e parar para escutar o barulho da nossa mente contribuirá para o nosso amadurecimento emocional. Por tanto, sem medo, viva seu luto e se entregue pronta para o próximo passo sozinha (o) ou acompanhada (o)!

Se você cair eu o levanto, e se não, me deito ao seu lado

Artigo Anterior

Você é iluminado? 11 sinais que te provam …

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.