4min. de leitura

Viva para si e não para os outros!

Não seja coadjuvante da sua própria trama!

Não somos de ferro. Todos nós temos um dia em que tudo o que já foi vivido basta. Um dia em que tomamos coragem para fazer aquilo que talvez nós tenhamos pensado, há muito tempo. É preciso dar espaço para que outras pessoas entrem em cena. É necessário dar uma chance para a mudança.


Você já percebeu que muitas situações que vivemos primeiro foram mentalizadas, como se fossemos arquitetos da nossa própria história, como se fossemos diretores nosso próprio teatro. Somos nós que escolhemos quem deve estar ao nosso lado. Somos nós que atraímos os atores.

Agora, eu lhe pergunto, você faz a sua vida valer a pena? 

Quem são os atores que você escolhe para a sua trama? Uma boa peça é produzida com excelência. Bons cenários e os melhores atores. O que as pessoas que você convive têm a dizer sobre você? Nunca teremos controle sobre tudo mas podemos tentar direcionar nossas vidas, pense nela até o presente momento. Quantas vezes você foi o escritor do próprio destino?

Às vezes, a vida pode virar de cabeça para baixo, não achamos que tem mais jeito e nos perdemos em solidão. A pior solidão não é aquela que você está sozinho em casa. É aquela que o faz sentir só quando você está com seus amigos, é aquela que o deixa triste, mesmo quando você está com sua família. É ela que o faz questionar como a vida pôde se tornar tão confusa.


Começamos então a beber o que os outros bebem, a fumar o que os outros fumam, a fazer o que os outros querem. Esquecemos nossos propósitos, nossa própria essência. Em meio a todo esse mundo nos perdemos de nós mesmos.

Você é honesto consigo? Então, saiba a hora de voltar para casa. Voltar a ser essência dá muito trabalho, afinal ser diretor do seu próprio teatro não é fácil. Mas faz sentido. É prazeroso ser criativo, porque ser escravo do que o outro quer que você faça não abre espaço para a criatividade.


Levante sua cabeça para viver as suas potencialidades. Só você pode dizer o que você é, porque não existe ninguém que o conheça melhor como você mesmo.

Não viva com as luzes do teatro apagadas esperando a rejeição.  Viva um espetáculo que merece ser aplaudido!

Caráter, atitude e autenticidade são características de uma vida que merece comemorações. Decore seu interior com aquilo que você também quer ver no exterior. Não tem sorriso mais bonito do aquele de quem tem paz no coração.

Ainda há tempo para voltar para si e assim ser mais feliz. Precisamos acolher o nosso eu, escutar nosso coração e autenticar as nossas vontades.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.