Testes

Você é uma pessoa ardilosa? O que enxergar primeiro na imagem pode revelar isso!

capa site Voce e uma pessoa ardilosa O que enxergar primeiro na imagem pode revelar

Algumas pessoas estão sempre armando uma “cama de gato” para se beneficiar das situações; nem sempre é fácil lidar com quem age assim.

Quantas vezes você sentiu que estava sendo manipulado, como se servisse de isca para que alguém atingisse um objetivo específico ou para tirar proveito de alguma situação? Isso é mais comum do que imaginamos, e muitas vezes agimos dessa forma também, mas não entendemos os sinais de que esse pode ser um comportamento prejudicial.

Pequenas atitudes de manipulação, criar falsas notícias, armar pequenas ciladas, mentir em relacionamentos e/ou trabalho, tudo isso são situações por que muitas pessoas passam, mas não enxergam como comportamentos ardilosos. É claro que o subconsciente tampouco permite, na maioria das vezes, enxergar quando estamos sendo tóxicos, mas a verdade nua e crua é que muitas vezes somos sim.

Neste teste, vamos descobrir se você é uma pessoa ardilosa a partir do primeiro elemento que enxergar na imagem no topo do site. A obra é do artista russo Vladimir Kush e mostra uma paisagem em tons frios, o que remete à sensação de liberdade e grandeza. Permita a seus olhos percorrerem a imagem de maneira solta, sem muitas amarras, e aquilo que enxergar primeiro vai revelar se você é essa pessoa que engana os outros.

(para todos verem: a obra de Vladimir Kush é de uma paisagem, escolha um dos elementos a seguir para saber a resposta de sua indagação. Céu com um aparente nascer do dia, balão que passeia pelo céu, nuvens que se confundem com o balão, casal sentado no topo de uma montanha e barco que percorre o lago. Depois de sua escolha, continue lendo o texto.)

Confira as respostas:

1. Céu com sol nascendo

Mesmo sendo uma obra predominantemente de tons frios, é possível notar no lado esquerdo da imagem o ensejo de um nascer do dia, que pinta parte do céu de amarelo. Para quem escolheu esse elemento como principal destaque, saiba que a forma como se comporta não está relacionada à manipulação ou a qualquer tipo de cilada para se dar bem em algumas situações. Pelo contrário, você é mais feito de trouxa do que o oposto.

2. Balão

Se as nuvens no céu fizeram com que seu olhar formasse um balão que percorre a imagem, saiba que seu comportamento é muito mais desapegado do que imagina. Sempre com preguiça de se embrenhar em discussões, você evita de todo jeito qualquer tipo de conflito. Prefere sair como “perdedor” do que como agressivo, e isso pode ser visto como nobre de sua parte, principalmente porque grande parte dos rompimentos estão relacionados à falta de paciência.

3. Nuvens ou fumaça

A densidade das nuvens também é bem perceptível, e se esse foi o elemento que mais chamou a sua atenção, isso significa que está na hora de rever suas atitudes com as demais pessoas. Pense bem, ninguém pode ser tratado como incapaz, como fraco ou presa perfeita. Cada um se comporta da maneira que desejar, e isso não significa que você deva agir de maneira ardilosa, criando armadilhas e ciladas para tirar proveito das relações. Isso não é saudável para você e muito menos para os demais envolvidos.

4. Casal

Se o casal sentado no topo da montanha foi a sua escolha, é hora de analisar um pouco os limites de se doar demais. Você passa tanto tempo tentando corresponder a um ideal, que se esquece de como são as verdadeiras relações: uma via de mão dupla. É preciso receber na mesma intensidade que se dá, é preciso amar e ser amado, doar e receber compaixão. A falta de comprometimento dos outros não é um problema seu, mas escolher ficar, apesar das tristezas, sim.

5. Barco percorrendo o lago

Essa é uma escolha bem simbólica, assim como o balão. Traz aquela sensação de liberdade e leveza, ao mesmo tempo que une dois elementos: a água e o vento. Você pode não ser, conscientemente, alguém maldoso, mas isso não significa que seu comportamento seja sempre exímio. Mas não basta ter uma boa intenção, é preciso saber as consequências de cada um de seus atos, e arcar com eles de maneira responsável. Você pode não criar ciladas, mas tampouco deixa de manipular, mesmo que minimamente, os outros. Esse pode ser o início de um comportamento ardiloso. Muita atenção!

0 %