publicidade

Você entende a diferença entre sociopatas e psicopatas?

Transtornos de personalidade antissocial, ou TPA, são populares na psicologia estes dias, e como a maioria das coisas relacionadas com a psicologia, são mal compreendidos. As pessoas tratam “psicopata” e “sociopata” como termos intercambiáveis, mas esse não é o caso.



Ambos os distúrbios são transtornos de personalidade antissocial. Psicopatas e sociopatas têm algumas características em comum. Eles tendem a desconsiderar as normas e leis sociais, ignoram os direitos dos outros, não têm o sentimento de culpa e tendem a ser violentos.

Os psicopatas tendem a ser a pessoa fria, calculista e manipuladora que vem à mente. Eles muitas vezes fazem tudo o que podem para ter sucesso. Os sociopatas, por outro lado, não se misturam tão bem. Eles não se importam se tiverem êxito ou não. Eles não se importam se alguém gosta deles. Eles tendem a ser introvertidos e não são bons em criar laços.

Os psicopatas se dão muito bem no mundo profissional. Eles muitas vezes pisa nos outros, em seu caminho para o topo. Sociopatas têm mais dificuldade em ser uma parte da sociedade, e isso inclui manter um emprego.


Algo que os psicólogos não têm certeza é de onde vem esse transtorno de personalidade. Eles pensam que os psicopatas nascem com ele. No caso dos sociopatas, os transtornos são criados por seu ambiente.

Os psicopatas têm pouca consciência. Eles sabem de fato que roubar é ilegal, mas vão fazer isso de qualquer maneira.

Martha Stout, autora de “The Sociopath Next Door”, pensa que cerca de 1 em 25 pessoas sofre de alguma forma de TPA. Ela acha que uma em cada 25 pessoas é totalmente cruel e sádica.


“Sem a menor forma de culpa ou remorso, uma em vinte e cinco pessoas pode fazer qualquer coisa”.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Higher Perspectives

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.