2min. de leitura

Você está vivendo a vida que escolheu viver através de suas atitudes, percepções e escolhas

Suas escolhas e decisões são reflexo de quem você é.  O que você escolher determina o que você vai viver e com quem vai conviver. 

O que você decide, o que você permite, é o que acontece e continua. ‘Simples’ assim.



Sim, porque não existem culpas, existem consequências; porque o plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória.

Não adianta esperar uma colheita de flores se estiver plantando espinhos.

Não adianta esperar uma resposta positiva da vida e do Universo, se estiver constantemente reclamando e emanando negatividade. 

Você reclama que quer uma vida melhor, que precisa ganhar mais dinheiro, mas se recusa a ir além, não aceita nem por um segundo abandonar sua tão amada zona de conforto, não se arrisca, não estuda, não aproveita as oportunidades que o Universo distribui no seu caminho, e depois reclama que não tem sorte, que a vida é dura e ingrata.


Faz sentido? Não, né?!

Você quer ser amado (a), mas não se esforça para ser amável. Quer alguém perfeito mas não trabalha em suas próprias imperfeições. Como diria Alanis Morissette:“Isn’t it ironic”? Isso não é irônico?

A verdade, meu amigo, minha amiga, é que você pode levar o tempo que quiser para aceitar isso, mas você está vivendo a vida que escolheu viver através de suas atitudes, percepções e escolhas.

Então, se algo não vai bem, a única pessoa que pode mudar isso é você.


Ah, e só para constar, reclamar, murmurar e encontrar culpados e desculpas não resolve, não muda, não melhora nada.

Reflita e decida. O livre-arbítrio é um direito todo seu.

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: Ronaldo Oliveira on Unsplash

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.