3min. de leitura

Você já parou para pensar a respeito da sua essência? como e o que ela é?

A nossa essência é o que nós somos verdadeiramente.  E verdadeiramente nós somos luz, somos amor, somos gentileza, somos abundância, somos reconhecimento, somos alegria!

Acontece que, ao longo do tempo, alguns acontecimentos acabam nos afastando de quem realmente somos e nossa essência acaba sendo ofuscada.



Acabamos por viver no piloto automático, achamos que já estamos no lucro. Mas, na verdade, a nossa vida pode ser muito melhor, muito mais leve… e isso tudo é possível, desde que estejamos dispostos a encarar de frente as nossas dores, resolver o que precisa ser resolvido e parar de dar poder para o que já nos fez tanto mal. Agir, ao invés de reagir.

Descobrir a nossa essência é libertador. Mas como fazer isso?  Silenciando.  Silenciando a mente.

Não dar poder as vozes que existem dentro da nossa cabeça e que ficam nos confundindo. Aquelas vozes que dizem “você não pode, você não é capaz, você não merece, não vai dar certo.” Essas vozes são as coisas mal resolvidas do passado, a falta de perdão e a falta de amor-próprio.


Tudo isso faz tanto barulho e nos confunde tanto, que sobrevivemos, dia após dia, ao invés de viver plenamente.

Esse barulho é o que nos afasta da nossa verdadeira essência. É o que nos afasta dos nossos sonhos, do amor verdadeiro e da felicidade.

E como acabar com esse barulho?

Encarando de frente traumas, mágoas e dores.


Quando enfrentamos esses “fantasmas”, entendemos que isso não tem mais poder algum sobre nós e nos colocamos como verdadeiros protagonistas de nossas histórias.

Não é fingindo que algo não aconteceu. É olhando com verdade e coragem para aquilo.

Não precisa mais ter medo. Já aconteceu. Já passou. Não pode mais fazer mal algum a você.

Quando nós silenciamos esse diálogo interno destruidor, nós damos voz a tudo de mais lindo que existe dentro de nós.

Silenciando esse diálogo interno destruidor, ouvimos o silêncio, o silêncio que representa a nossa paz de espírito, o amor-próprio e uma vida restaurada.

E é nesse momento que nós nos reconectamos com a nossa essência e nos reconhecemos como seres maravilhosos, providos de poder, amor, gratidão e felicidade genuína.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: lenanet / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 22/03/2018 às 11:08






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.