Você já se perguntou o motivo pelo qual você se mantém nesse relacionamento ruim?



Você em algum momento já se perguntou o motivo pelo qual você se mantém nesse relacionamento ruim?

De uma hora para outra o encanto acabou, as juras de amor eterno cessaram, não tem mais admiração, a comunicação já quase não existe e o respeito se perdeu.

Esses são alguns dos sintomas que para muitos precedem o término de um relacionamento, mas para outros não, para outros abrir mão dessa relação, ainda que ruim, é difícil demais!

Manter-se em um relacionamento esgotado pode ter consequências desastrosas para ambas as partes, a convivência se transforma em algo tóxico, a presença do outro já não agrada mais, porém, ainda sim, prefere-se manter muitas vezes as aparências.

Inúmeros são os motivos para essa situação. Alguns dirão que se mantém por conta dos filhos, outros dirão que é por conta das questões financeiras, já outros ficaram pelo comodismo.

Muitos são os motivos e as justificativas, mas a minha pergunta para você é: no que é que essa relação está lhe transformando?

É possível que junto com o amor vá embora o seu brilho, a sua vontade de vivenciar novas experiências, a sua força para colocar em prática os seus sonhos, os seus desejos e os seus dias passem a ficar cinzas e você amargurado, insatisfeito e sem perspectiva de dias melhores.

Precisamos nos questionar e entender o motivo pelo qual muitas vezes é aceitável abrirmos mão de nós e da nossa felicidade para ficarmos em uma relação que não mais se fortalece. É preciso entendermos o motivo pelo qual muitas vezes é preferível se acostumar com a situação do que mudar essa situação.



Veja só, quando algo não nos faz bem é preciso ressignificar, é preciso encontrar novo significado e, se as ferramentas já foram apresentadas e mesmo assim a sua relação continua ruim, pode ser que tenha chegado o momento de pensar se vocês dois merecem viver isso.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.