ColunistasComportamento

Você não “tem que”, nada!

VOCÊ NÃO TEM QUE NADA capa e foto o1

Você TEM QUE casar.



Você TEM QUE ter filhos.

Você TEM QUE arrumar um namorado.

Você TEM QUE ser ambicioso.


Você TEM QUE ser mais extrovertido.

Você TEM QUE adotar um animal.

Você TEM QUE parar de fazer tal coisa quando atinge determinada idade.

Você TEM QUE arrumar um emprego fixo.


Você TEM QUE socializar mais.

Você TEM QUE economizar dinheiro.

Você TEM QUE desenvolver a sua espiritualidade.

Você TEM QUE ter a roupa x no seu guarda-roupa.


Você TEM QUE parar de comer carne.

Você TEM QUE meditar.

Você TEM QUE desligar a televisão e ler um livro.

Não, não, não!


Você NÃO “tem que” nada!

Você tem total capacidade de saber o que é bom ou ruim para você e fazer suas escolhas baseadas nisso. Você tem total capacidade de diferenciar quando está fazendo algo positivo e algo negativo. Você conhece as opções. E você tem o direito de fazer suas escolhas sem ninguém (nem você mesmo) ficar te dizendo: você TEM QUE escolher isso, você TEM QUE fazer aquilo.

voce-nao-tem-que-nada-capa-e-foto-o1

Sim, tem um monte de coisas boas nessa lista do início o post. Mesmo assim, você não tem que fazer nenhuma delas! Você não “tem que” NADA!


Mas quem nunca recebeu um conselho da mãe, do pai, do melhor amigo, do namorado ou até daquela pessoa que mal conhece a gente dizendo que a gente TEM QUE fazer tal coisa? Que já “tá na hora” de fazer não-sei-o-quê? Que a gente precisa ser de tal jeito?

Eu vivo escutando as pessoas dizerem pra mim: você tem que aprender a dirigir! E antes eu ficava com um sentimento de culpa por ainda não saber, mas hoje minha reação é responder (ou pensar): eu não tenho que nada! Sei que seria bom pra mim e quando eu quiser vou aprender, mas eu não tenho que nada!

E quando alguém me fala que meu cabelo tá grande demais e eu tenho que cortar? Bate aquela vontade de responder: “eu tenho aproximadamente 150 mil fios de cabelo e nenhum deles te perguntou nada”. Mas na maioria das vezes só balanço a cabeça mesmo e dou um sorrisinho, enquanto digo pra mim mesma que não tenho que nada e ponto final.

E não vou nem comentar o que sinto quando alguém descobre que eu namoro há 9 anos e diz: “nossa, tá na hora de vocês casarem, não tá não?”. Não, não tá.


Isso não quer dizer que eu fecho a cara e recuso toda e qualquer sugestão que as pessoas me fazem. Só acho que não é legal dar ordens na vida alheia e acredito que é importante eu ter consciência de que não devo fazer algo só porque alguém me disse que eu tenho que fazer. Mas é claro que posso refletir sobre o assunto, analisar e pensar se quero isso para mim. A questão não é se fechar para tudo o que as outras pessoas sugerem, mas entender que fazer escolhas envolve muito mais do que tomar uma decisão baseado apenas em uma regra ou imposição.

Ser livre é não “ter que” nada! E você já é livre, simplesmente porque não “tem que” nada!

Quer sentir essa liberdade? Faça uma lista das coisas que você acha que tem que fazer e então vai lendo item por item e dizendo pra si mesmo: eu não tenho que isso! Eu não tenho que nada! E sente o alívio que dá se livrar desses sentimentos de obrigação pelo menos por um momento, sente como é bom ser livre para escolher se você quer ou não fazer aquilo.

Se quiser usar os comentários desse post para fazer a sua lista, fique à vontade! Eu vou adorar ver vocês se libertarem. Inclusive, vou aproveitar o post para fazer a minha:


Não, eu não tenho que aprender a dirigir. Não, eu não tenho que cortar o meu cabelo. Eu não tenho que emagrecer. Eu não tenho que casar. Eu não tenho que perder a timidez. Eu não tenho que fazer uma plástica no nariz. Eu não tenho que usar mais maquiagem.

voce-nao-tem-que-nada-foto-02

Eu não tenho que parar de gastar meu dinheiro com tal coisa. Eu não tenho que ficar menos tempo na internet. Eu não tenho que saber o que quero fazer pro resto da minha vida. Eu vou fazer essas coisas quando e se eu quiser.

Ah, uma última dica: pare de dizer que você fez algo porque TEVE que fazer. Assuma a responsabilidade. Assuma a sua liberdade. É libertador!


Será que é tão difícil assim?

Artigo Anterior

4 perigos ocultos do consumo de álcool que todos ignoram:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.