Você prefere speed ou mountain bike?

Eles passam rapidamente, bem cedo e, principalmente, nos finais de semana, sozinhos ou em grupos. São os apaixonados pelas leves bicicletas Speed. O modelo, desenvolvido especialmente para o asfalto e para ganhar velocidade, é daquele utilizado em longas corridas, como a famosa Tour de France.



Em Gold Coast, na Austrália, as ciclovias e ciclo faixas planejadas e de alta qualidade são um grande convite a este esporte.

Para embalar a leitura deste texto, sugiro você ouvir:
Are You Gonna Go My Way (Lenny Kravitz)

Assim como jovens que treinam para competições, há muitos e muitos idosos e idosas desprezando a idade e pedalando velozes completamente equipados: capacete, roupa apropriada e, claro, bicicletas de alta tecnologia. Aliás, capacete não é luxo, sendo proibido pedalar sem usar. Passeando distraído? Ahãm… Torça para o policial preferir ouvir uma boa desculpa do que tomar nota no bloco de multas.


VOCE PREFERE SPEED OU MOUNTAIN - FOTO 001

Na Austrália, as últimas novidades em bicicletas estão expostas em muitas, muitas lojas especializadas. Como também gosto de pedalar, fiquei empolgada em comprar uma Speed e consultei o Fernando, da Pedal na Trilha. Como não tinha exatamente ido longe com uma destas, ele logo perguntou: mas você gosta deste tipo? “Não é confortável, talvez seja melhor investir numa Mountain Bike, com pneus Slick, ou uma bike urbana”, orientou. Puft..! O balão de empolgação pela Speed murchou. Quando um outro amigo comentou – “Depois que subi a Serra Dona Francisca numa Speed e meu joelho não parou de doer, vi que este tipo não serve pra mim” – me convenci um pouco mais.

Acabei adiando investir numa bike de qualidade. Estou usando uma muito pesada e, embora já tenha me levado bem longe, está na hora de dar lugar a um modelo mais sofisticado. Enquanto isto, sigo intercalando entre pedalar, pular corda e dar uma corridinha, né? O legal é estar em movimento.


Ciclistas merecem e podem ter respeito

Tem amigos que não se animam em sair para pedalar por conta das condições do trânsito brasileiro e o desrespeito aos ciclistas. Porém, existem circuitos fora da loucura urbana. E, mesmo no asfalto, é possível buscar ruas com ciclo faixas, como sair em direção à Estrada da Ilha, indo pela avenida Marquês de Olinda. Sim, ainda será necessário driblar trechos onde mal existe acostamento, mas com bastante cuidado é possível.

VOCE PREFERE SPEED OU MOUNTAIN - FOTO 002

Acredito que já temos e teremos mais motoristas como em Gold Coast, onde o ciclista é muito respeitado. Mesmo naquelas vias onde apenas o desenho de uma bicicleta pintada no chão indica que o espaço é compartilhado por carros e bicicletas, a bicicleta é prioridade. Então, o carro segue atrás, mais devagar, sem pressão, sem buzinar, até conseguir ultrapassar em segurança, tomando uma boa distância da pessoa que pedala. Sim, este respeito existe. Que bom, nós também podemos ter.

‘BORA’ PEDALAR?

Deu vontade de pedalar? Escolha seu modelo, buscando orientação adequada, e saia por aí! Muitos apaixonados por este esporte se reúnem para passeios empolgantes. Como é o caso do grupo Pedal da Trilha, do querido Fernando. Tem ainda o Pedal sem Rotina e outros. Integrar um grupo assim pode ser estimulante, além de ser a chance de contar com a companhia de ciclistas experientes.

Bora?

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.