Você sabia que pode fazer qualquer coisa por meio da modelagem?

Anthony Robbins foi quem nos trouxe esse entendimento explicado no livro “Poder sem limites” onde deixa bem claro o quanto modelamos uns aos outros, ou seja, o quanto “copiamos” outros humanos ao longo de nossa vida.

Esse método é chamado de PNL ou programação neurolinguística e usa comportamentos padrões para modelar o que se deseja.



Tanto os comportamentos negativos quanto os positivos podem ter sido aprendidos desde a infância pelo simples fato de uma criança não ter o discernimento para saber o que é bom ou ruim, ela simplesmente faz igual os adultos.

E então, crescemos e ficamos cheios de hábitos que nem sabemos de onde vêm, vamos vivendo no automático, e consequentemente, sofrendo no automático.

Algumas coisas ficam tão incutidas em nosso ser que “entram” em nossa genética e transformam o nosso físico.


Por exemplo, a probabilidade de uma mãe obesa ter um filho obeso é maior do que uma mãe com peso normal pelo fato de o comportamento do obeso proporcionar a convivência com um costume alimentar mais desregrado, e assim, a criança que copia esse adulto fica, portanto, com os mesmos hábitos da mãe, podendo também ficar obesa, porque é isso que a criança conhece. Simples assim.

E foi provado pela neurociência que células chamadas de neurônios-espelho copiam inconscientemente o que outro ser humano faz somente por vê-lo executar algo. Por essa você não esperava hein? Nem eu!

Felizmente, os bons hábitos e comportamentos também são modelados. Você já percebeu que é comum o filho de um músico, ou professor de música, tornar-se um popstar da música?  A filha de uma professora de canto tornar-se uma cantora lírica famosa?

Estas crianças tiveram contato frequente com a música e viveram nesse meio desde o nascimento. Hábitos de estudo, dedicação, costumes, sons, instrumentos, compassos, e a convivência com outros músicos, podem ter sido um ótimo exemplo e incentivo para a criança, que cresce, e se torna um profissional mais dedicado ainda que o modelo.


Ok, e como fazer a modelagem positiva?

Simples: estude quem admira, conheça seus hábitos, sua história, seu método, saiba como ele conseguiu se aperfeiçoar. Isso é modelar. Você terá o seu caminho próprio, mas de maneira direta e sem rodeios porque seguiu quem já percorreu a trilha.

E lembre-se: você é a média das cinco pessoas com quem mais convive, portanto, é melhor “copiar” alguém que já realizou o que você deseja para ter sucesso no seu objetivo.

E então, vamos modelar? Modelagem positiva certo?

Um degrau por dia, um dia de cada vez…

Um beijo e até o próximo artigo!

Simoni Venturini

__________

Direitos autorais da imagem de capa: lightkeeper / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.