Você tem amigos ou apenas é amigo?

4min. de leitura

Dor de barriga, batida de carro, noite em emergência, dor de dente, choppada, “night”, falta de grana, “dor de cotovelo”, “bad”… então, você tem alguém ao seu lado para TODOS esses momentos?



Se você respondeu sim a todos os quesitos, PARABÉNS, você é um dos felizardos do nosso game!!!

50!! Esse é um bom número… talvez seja esse o número de amigos que você faça ao longo de sua vida; juntando todos, os da infância, adolescência, os da faculdade, do trabalho, os do parceiro (a), os pais dos amigos dos filhos, os da academia, e por aí vai… 50, esse é um bom número!!

Não vamos aqui levar em conta, os conhecidos, os seguidores de rede social, outros tantos também adquiridos em outras tantas redes, apenas amigos, aqueles que trocamos confidências, falamos mal dos parentes (faz parte né? (risos) ), dos parceiros (também faz parte, (risos) ), dos filhos (aí então nem se fala, (risos), amigos, ok?


Nesse vai e vem, sobe e desce, nessa montanha russa que é a vida de todos nós, é mais que normal que qualquer um, ou ainda, MUITOS de nós, possamos vivenciar momentos difíceis; sejam financeiros, emocionais, ou mesmo de saúde.

E nessas ocasiões ocorre um fato bem comum; os “amigos”, quase que por “magia” começam a se “dissipar”…

…aqueles sempre “presentes” aos seus convites para jantares, noitadas regadas a vinho, ou como gostam de falar hoje em dia os “0800” da vida, “incrivelmente” passam a não estar mais presentes na sua vida, sumiram junto com as “bocadas”… lembra aqueles que precisaram de uma “ajudinha” sua, que passaram por uma “M” de dar gosto? Aqueles que não podiam contar com ninguém, nem com a família, mas que bastou olharem para você e de cara você quebrou uma “árvore” para os “caras”? Nem pense em procurá-los, aliás, você nem conseguiria; a hora que eles soubessem que você estava no baixo (eles só gostam da emoção do alto da montanha-russa) eles correriam kms de você… Sabe aquela galera que você deu uma ajudinha para voltar ao mercado de trabalho, ou até mesmo mexeu seus “pauzinhos” para deixá-los “muito bem” na foto? Na boa, eles nem lembram do que você fez, além disso, nem ouse lembrá-los, eles acreditam piamente que o que você fez não foi “mais que sua obrigação”…

Por fim, se você costuma acompanhar a tropa toda em exames, médico, hospital, cirurgia, cuidar no pós cirúrgicos, etc, pode sentar e chorar por antecipação, pois, se na época que precisar você não estiver naquele “alto” lá da montanha-russa, você estará “bem mal das pernas”, porque meu amigo, cuidar de “doente, paciente, acamado, adoentado” só sendo MUITO AMIGO…


Ah, lembra aquele número lá do começo da nossa conversa?

Pois é, ao fim disso tudo que você passou, se sobrar 10% daqueles 50, meu caro, considere-se uma pessoa de muita sorte, porque AMIGO mesmo, do peito, de fato, de fé (tipo irmão camarada), cabe na palma de uma das mãos…

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.