Você tem motivos para ser feliz e mesmo assim não é. Todos são felizes, menos você?

4min. de leitura

É difícil admitir que você tem mil motivos para ser feliz e não se sente feliz. Você fica até chateado por se sentir assim. Não admite sentir tristeza com tanta coisa boa em sua vida.

Como é difícil ter que admitir isso. Você anda procurando novos sonhos, novas realidades, não fica parada um minuto para não dar motivo à tristeza que só lhe faz mal.



Dizem que você é especialista em incentivar as pessoas à sua volta, mas quando pensa em você, é uma verdadeira tragédia. Talvez ainda busque a vida perfeita, a viagem dos sonhos, o mundo maravilhoso que sonhou um dia. Você pensou em ficar rico com a profissão que escolheu. E sempre está disposto a ajudar ao próximo com toda atenção e dedicação que um ser humano precisa.

Você tem um dom: é especialista em fazer as pessoas acreditarem em seus potenciais. Ama desafios, principalmente aqueles em que duvidam de você.

O mundo de hoje, aparentemente, está mais conectado do que nunca. Mas quer saber a verdade. Você tem uma opinião contrária. Acha que o mundo anda se desconectando das pessoas e que os valores estão se invertendo de uma forma que, diversas vezes, você se sente deslocado e que não faz parte desse mundo.

Tenho uma notícia que talvez vai animá-lo: você não está só! Há milhares de pessoas que se sentem como você, mas que, como você, aprenderam a relevar, a conviver e se enquadrar nesse perfil conectado de ser e no padrão cem porcento feliz.  E passam pela a vida achando que são espécies em extinção ou coisa parecida. Só que é aí onde mora o perigo: por apenas passarem pela vida achando que está tudo bem, que vai passar essa sensação de que é infeliz, você acaba, sem querer, perdendo a sua essência e com o passar do tempo sente que sua vida não é boa como você acha que deveria ser e começa a se culpar por isso. Achando que o problema está em você.


O problema não está em você! O verdadeiro culpado de tudo isso é a felicidade propagada onde ninguém tem problemas, ninguém tem vida ruim, ninguém tem contas atrasadas ou está endividado.

Sei que você não é contra a felicidade propagada, pois também compartilha seus momentos de felicidade, mas observe que no mundo virtual não temos o contato físico, o abraço caloroso, a vida com seus acertos e erros.

Por trás de uma imagem feliz também existiram momentos de dúvida, de medo e de tristeza. É disso que você tem que ter consciência. O que tem por trás daquela foto feliz? O que significa aquele vídeo de um momento de felicidade?

Compartilhar felicidade não é ruim, ruim é você achar ou até mesmo chegar a acreditar que todos são felizes para sempre, menos você.


Todos têm seu momento de introspecção, todos tem seu momento de tristeza. Por isso não se sinta só, você não está só.

Se parar para viver no mundo real e conversar com as pessoas e escutá-las, perceberá que a vida delas não é muito diferente da sua. Elas apenas decidiram ver o lado bom de tudo que acontece em suas vidas!


Direitos autorais da imagem de capa: Roberto Nickson (@g) on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.