ColunistasComportamento

Você teria coragem?

voceteriacoragem

Nesta semana tive a oportunidade de participar de um evento, onde mulheres de êxito em suas carreiras, relatavam suas experiências enquanto mães, esposas e empresárias, compartilhando suas vitórias, belezas e aflições de desempenhar vários papéis, no contexto pessoal e profissional.



Enquanto eu ouvia os depoimentos, as perguntas em minha cabeça começaram a brotar, uma seguida da outra:

Como é que “estou” estou lidando com as diferentes situações em minha vida? Confrontando (brigando), dançando (alegre e me divertindo) ou fluindo (como água de rio que faz a curva necessária, dribla os obstáculos, sempre em frente, rumo à um objetivo incerto, ora rápido, ora mais calmo, mas sempre em movimento?

Creio que um pouco de cada, dependo da situação e do estado de espírito do momento. Equilíbrio? Tenho dúvidas se é a melhor resposta. Na prática, o equilíbrio é um desafio, tal como um chá quente, que deve ser servido e tomado com cuidado e paciência para não derramar, evitando queimar a si mesmo e ao outro.


Não bastasse tudo isso passando por minha cabeça, surgiu uma pergunta durante a palestra, que “incomodou” geral.

Tinha uma cadeira vaga no palco e a pergunta foi: – Quem estaria disposto(a) a ocupar aquela cadeira?

Primeiro veio o silêncio e em seguida poucas corajosas, num público de mais de 200 pessoas, levantaram a mão.

Como uma flecha lançada, vieram as perguntas em direção ao auditório, para reflexão:


– Quantas vezes, já nos foram oferecidas “cadeiras” e não temos coragem de assumir?

– E quanto às oportunidades que já nos foram oferecidas, e por nos julgarmos incapazes ou que ainda não estamos preparadas, deixamos passar ou não aceitamos? E mais tarde nos arrependemos!

– Será que a frase: “ – Imagina, não precisava! ”, será que estamos utilizando-a frequentemente, embora realmente saibamos que é justo, merecemos ou queremos? E se trocássemos por: “Obrigada, fico feliz por receber”. Farei o meu melhor!

Como estão nossos comportamentos, quando justamente precisamos de coragem para assumir riscos que podem provocar mudanças efetivas e grandiosas  em nossas vidas?


Escolhas, descobertas, consciência e decisões fazem parte de nossa vida, diariamente, e determinam a qualidade de nossos resultados.  Cada pessoa terá uma resposta diferente e verdadeira para essas reflexões, mas para aquelas que realmente querem encontrar as respostas, o coaching é um caminho que pode facilitar essa descoberta, provocar mudanças e ainda melhores resultados.

Limpe sua mente. Lave sua alma!

Artigo Anterior

Um texto para aqueles amigos que não permitem que a distância nos afaste.

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.