Você vive no passado, presente ou futuro? – ( com uma incrível prática de meditação para o aqui e agora!)

7min. de leitura

Você vive no passado, presente ou futuro? – ( Com uma incrível prática de meditação para o aqui e agora!)

O tempo nos guia e seguimos os ciclos terrenos. Dividimos nossas vivências em passado, presente e futuro, como em uma régua demarcada. De algum modo ele nos serve como parâmetro, por meio do qual fazemos nossos planos e avaliamos resultados. Entretanto, temos grande dificuldade na interação entre o nosso espírito imortal e a impermanência da vida material.



O espírito não está condicionado ao tempo, já a existência no corpo físico é temporária. Às vezes estamos no passado, outras no futuro e em raras ocasiões no presente. Sofremos repetindo experiências de ontem e que permanecem vivas na mente ou ficamos atormentados com as expectativas futuras, agarrando-nos a elas. A mente presa ao tempo impede a visão integral.

Quando um astronauta viaja pelo espaço e alcança alta velocidade, o tempo para ele passa mais devagar. O tempo é relativo e muda conforme a velocidade em que nos deslocamos no espaço. Segundo os teóricos da física, se atingíssemos a velocidade da luz, o tempo pararia.

E por que não dizer que somos luz e podemos parar o tempo? Podemos ultrapassar a barreira temporal, adentrando outras dimensões. Afinal, é um complexo de luz e sombras que definem o nossa forma humana atual.


A física quântica evidencia que, a nível subatômico, substâncias sólidas contêm um enorme “vazio”. Um espaço vazio que coloquei entre aspas, porque no suposto nada, há energia, ainda não identificada pela ciência, a qual compreende os nossos corpos sutis.

A mente humana pode viajar no tempo, retroceder ou antever, mas não deve estacionar em uma parte ou outra. O corpo mental não está atrelado às imposições do mundo físico. Cada um de nós tem a capacidade inata de ir para o passado ou para o futuro com os pensamentos.

A consciência que abrange o espírito é atemporal e não-local. A régua do tempo é uma limitação do corpo. Já no plano da mente, os pensamentos são tão reais que quase o tocamos com as mãos. Tanto que, o corpo acompanha o fluxo mental. Ele reage aos impulsos mentais e mesmo que estejam no passado, ele os vivencia. O espírito é livre para viver além do tempo e do espaço, enquanto o corpo precisa se submeter às raízes que tem com a terra.


Temos que encontrar o ponto de equilíbrio entre os dois mundos para uma vida plena e saudável. A maioria das pessoas vive em discordância com sua Natureza terrena e não se apropria de sua essência espiritual imortal. A mente não caminha com o corpo e pouco se conecta ao espírito. E quantas vezes o corpo está aqui, a mente num outro lugar e o espírito desconectado?

A falta de alinhamento produz uma série de deficiências e desequilíbrios, gerando as doenças, tanto físicas quanto mentais. Temos que nos harmonizar com o espírito eterno e o corpo físico, lidando com uma mente capaz de uni-los. Para isso, é fundamental viver o presente, sentindo-nos parte de um complexo unificado, no qual o tempo perde sua primazia.

O poder que a mente exerce sobre o corpo e o espírito é muito grande. A benção da reencarnação é necessária ao espírito, para que ele se liberte do domínio mental inferior. O esquecimento de suas vidas pregressas o ajuda a experimentar o aqui e agora num novo corpo físico.

As mentes muito preocupadas ou ressentidas são as mais rígidas. Vivem no passado ou no futuro e alienadas, esquecem o presente. Há falta de fluidez do corpo e da vida, proporcionada por um padrão mental que impede a vivência no agora. Daí a razão de tanta infelicidade, sofrimento e desilusão.

Observe se você está vivendo no passado, no presente ou no futuro. Avalie o quanto sua mente é acometida pela falta de integração com seu corpo e seu espírito. Quanto mais você puder viver o presente, mais fácil será realizar os seus sonhos e transformar o passado por meio da experiência consciente no hoje, obtendo os resultado futuros que almeja.

Somos seres atemporais e alocais, temos o passado, o presente e o futuro como uma unidade inseparável. A mente é a prova deste potencial. Mas, se nos focamos apenas numa parte do tempo ou na outra, deixamos de viver a plenitude do presente que é a chave que nos liberta da prisão temporal.

O presente é eterno. Ele é o elo perdido entre os tempos passado e futuro, que a mente inferior cindiu, tirando-nos temporariamente da condição de seres imortais.

PRÁTICA DE MEDITAÇÃO AQUI E AGORA 

  1. Sente-se confortavelmente, mantendo a coluna e a cabeça eretas.
  2. Feche os olhos e leve sua atenção para a respiração.
  3. Observe seu fluxo respiratório.
  4. Enquanto tenta observar sua respiração, sofrerá as distrações advindas dos ruídos, incômodos no corpo e principalmente dos pensamentos.
  5. Sempre que perceber que se distraiu, volte naturalmente a se focar em seu fluxo respiratório.
  6. Apenas observe a sua mente e o seu ser no aqui e agora. Não faça julgamentos ou críticas.
  7. Pratique pelo menos por 10 minutos ao dia.

Namastê!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 01/04/2017 às 6:28






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.