Vou respirar fundo, pensar no que me faz bem, imaginar o futuro pelo qual tanto espero

Vou respirar fundo, acreditar em mim com mais intensidade, reconhecer a importância do agora.

Secar as lágrimas e esperar que meus olhos não estejam mais vermelhos e inchados. Vou afastar os pensamentos que me colocam para baixo, parar de colocar a mim mesma para baixo.

Vou até minha fonte de forças inesgotável, colher mais um pouco delas, dizer a mim mesma, mais uma vez, que não há problema em estar sozinha, que tudo tem seu tempo, que as coisas acontecem quando têm de acontecer, no momento delas.

Vou acreditar nisso de novo e esquecer de desistir. Esquecer de quando pensei que, aparentemente, não fora colocada no mundo para ter um par.

Vou olhar para trás e ver o caminho que já percorri, continuar com as tentativas de ser mais paciente.

Vou respirar fundo, mais uma vez,  e pensar no que me faz bem. Vou imaginar o futuro pelo qual tanto espero.

Vou acreditar em mim com mais intensidade, voltar a reconhecer a importância do agora, porque, mesmo crendo que o futuro será inigualável, o hoje é tudo que tenho.

O que está por vir é nada mais do que uma promessa que eu gostaria muito de cumprir.

Vou lembrar a mim mesma de que já escolhi minha jornada e esse é um passo muito grande que já foi dado. Eu já comecei. Já me posicionei. Já me encontro na trilha.

Às vezes, peço por intervalos como esse para recarregar a energia. Mas nunca vou pedir para parar, disso tenho certeza.

Comecei a escrever isso enquanto meu coração estava batendo rápido, forte, ao mesmo tempo em que estava apertado. Foi uma tentativa de me compreender, e de me acalmar. Funcionou.

A respiração voltou ao normal, os olhos desincharam. Não estou mais tão cinza. Voltei a ver cores porque percebi que, apesar de tudo, eu tenho pelo que lutar.

Eu tenho pelo que buscar e é isso que me dá tanta força: eu tenho um motivo para viver. 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: kanashkin / 123RF Imagens



Deixe seu comentário