Espiritualidade

A yoga chegou ao reino de Deus!

A YOGA FOTO DE CAPA E FOTO 02

Quando iniciei minha vida como professora de yoga meu grande sonho era viajar o mundo em um transatlântico, passar temporadas em hotéis de Wellness pelo mundo, Resorts paradisíacos, passar uns anos conhecendo lugares exóticos e espalhando as sementes do



Yoga para quem quisesse, enquanto ia evoluindo e amadurecendo minha prática. E posso dizer que de alguma maneira continuo vivenciado algo de Yoga, Highs e Rock’n roll, tenho estrela e atraio tudo de bom para meu caminho como yoguini, mas os encontros que realmente iniciaram uma transformação em minha vida como mestra de yoga, foram os fora do mundo “Main Stream” do Yoga. Aonde as pessoas mal sabem o que é Yoga, nem nada da polêmica da calça de Yoga , ou do Guru de Hotyoga.

A YOGA - FOTO 01

Foi quando parei e me entreguei a Fonte que meu aprendizado ganhou outra profundidade, assim como o foco da minha atenção passou a buscar aqueles que estão velados trabalhando pelos porões, dando aulas no horário de almoço no seu escritório, na salinha do lado da comunidade da igreja católica, nos centros de esportes , nos Senacs, nos centros comunitários, eles são as alavancas que estão realmente semeando os campos da consciência no trabalho com o Yoga. Foi em minha última viagem ao Brasil que conheci a Zuleica. Uma mulher morena belíssima no ápice das suas 60 e tantas primaveras, que mudou sua vida através do Yoga.


Quando a menopausa chegou, Zuleica começou a sofrer sintomas de depressão. Ao invés de se deixar colocar sob medicamentos pesados, Zuleica resolveu tentar outra sugestão, foi experienciar o Yoga. E amou, notou diferença, resolveu se formar como professora de Yoga. E se formou, e iniciou dando aulas de Yoga na igreja que frequenta – A Igreja Universal do Reino de Deus.

Fiquei tão impressionada com esse encontro, tão estupefata de certa maneira, que mal tenho palavras para descrever-lo. Cresci na Congregação Cristã no Brasil, e frequentei da primeira a oitava série a Escola Adventista do Sétimo Dia. Se souberem que estão praticando Yoga em alguma de essas igrejas compartam comigo, pois me alegraria muito saber – pois a prática das posturas de yoga não conleva nenhuma religião, nenhuma filosofia, a não ser a do bem viver. Basta comparecer e alongar-se através da respiração.

O que acontece depois, vai depender da abertura de cada um. Alongamentos combinados com exercícios de respiração fazem parte do acervo de todas as artes marciais globalmente, assim que , se alguém adota uma filosofia qualquer vindoura de uma ciência que na verdade, é uma ciência exata: alongamento+ respiração = relaxamento profundo, clareza mental, equilíbrio hormonal, perda de peso, etc, é parte da escolha de cada um. Zuleica dá aulas de Yoga em um espaço que pertence à Igreja Universal do Reino de Deus em que frequenta, para um grupo de mulheres muito entregadas a pratica das posturas de Yoga e das técnicas de respiração, e todas afirmam sentir uma mudança muito grande para melhor no dia a dia. Muitas sofriam de depressão, angústia, falta de mobilidade, fibromialgia, ansiedade.

A YOGA - FOTO DE CAPA E FOTO 02


Todas afirmam que através das aulas de yoga, melhoraram positivamente todos os sintomas, se sentem mais fortes e motivadas no dia a dia, mais resilientes. Não é a toa que a “mãe” do Yoga Hormonal é brasileira, pois os efeitos da prática de Yoga no equilíbrio do sistema hormonal é bastante conhecido. Pois é.

Meu respeito expressado aqui a Igreja Universal do Reino de Deus, que apesar de todos os poréns, proporciona esse bem estar enorme a esse grupo de mulheres. Parabéns Zuleica pela sua coragem, você é Luz, é gente que FAZ. Parabéns a todas essas mulheres maravilhosas que ousaram sair da sua área de conforto e explorar o desconhecido de si mesmas, abrindo espaço para transformações milagrosas. Quietinha e sem polêmicas, a Yoga chegou no Reino de Deus.

E que assim continue, Amém.


A amizade aqui não cabe!

Artigo Anterior

Abra os olhos! não perca os detalhes poéticos nas cenas da vida…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.