Notícias

Youtuber suspeito de espalhar fake news sobre vacina é condenado após trote

youtuber fake news

Everson Zoio, conhecido por se envolver na polêmica da vacina contra covid-19, foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de R$ 25 mil ao advogado Fernando Ciriano Ramirez, que recebeu trotes dos milhões de seguidores do youtuber depois de ter seu telefone divulgado durante uma pegadinha que ele armou na internet. As informações são do portal IG.



Zoio, que está sendo investigado por suspeita de participação de um esquema patrocinado para espalhar conteúdos contra vacina da covid-19, postou em seu Instagram o número do telefone de Ramirez em 8 de fevereiro de 2020, seguido da frase “me chup*”.

Foi a partir daí que WhatsApp do advogado começou a receber milhões de mensagens agressivas de vários desconhecidos.

“O autor estava em casa, em um sábado à noite, jantando com a sua família, quando de repente passou a receber mensagens com os seguintes dizeres: ‘Quer que te chupe?’, ‘peguei teu número com Zoio’, ‘cara nois vai fazer vc trocar de chip’, ‘dae corno’, ‘chupa mesmo’.”


“Assim permaneceu entre os dias 08/02/2020 e 09/02/2020, período em que Fernando recebeu centenas de mensagens, via aplicativo WhatsApp, de conteúdo difamatório e de cunho sexual”, diz o texto judicial.

O advogado ainda colocou em anexo no processo diversas capturas de tela do celular mostrando o teor das mensagens, todas de baixo nível e com teor sexual. Na época, Zoio tinha apenas 2,7 milhões de seguidores no Instagram, atualmente ele tem 3,1 milhões.

“No caso dos autos, o réu Everson extrapolou todas as vias da liberdade de expressão, haja vista que, o que se extrai da filmagem é a pretensão do réu de difamar o autor, expondo-o ao ridículo, uma conduta que além de ser criminosa, mostra-se também desonrosa, suficiente para expor ao escárnio público o autor, configurando violação ao direito à privacidade e imagem, bem como a sua honra”, diz o processo.

Em decorrência da importunação, ele solicitou uma indenização de R$ 25 mil e ainda a aplicação de uma multa no valor de R$ 500 mil caso o influenciador voltasse a republicar o material em que constasse seu número de telefone ou que provocasse algum novo tipo de incômodo com suas “brincadeiras”.


Zoio recorreu da decisão e ainda pediu justiça gratuita, dizendo não ter renda para custear o processo. No entanto, o desembargador decidiu condená-lo a pagar a indenização e também registrou uma bronca por ele tentar passar imagem de “pobre”, já que em suas próprias redes sociais são publicadas várias publicidades. Além do mais, ele ostenta um estilo de vida de luxo.

Pai orgulhoso elogia o esforço de seu filho de 14 anos por trabalhar o dia todo em um fast food: chuva de críticas

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.