Comportamento

Zezé Motta revela que está lutando contra os limites da idade aos 77 anos: “Tinha medo de envelhecer”

3 capa Zeze Motta revela que esta lutando contra os limites da idade aos 77 anos Tinha medo de envelhecer

Para Zezé, se as pessoas aceitam quando são chamadas de velhas, acabam realmente envelhecendo.



Filha de costureira e motorista, Maria José Motta de Oliveira nasceu em Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro, e se mudou para a capital aos 2 anos de idade.

Enquanto seus pais trabalhavam, ela passava o dia com uma tia, no Leblon, mas acabou sendo enviada para um colégio interno, onde ficou dos 6 aos 12 anos, por conta das dificuldades financeiras que a família enfrentava.

Zezé Motta se sentiu rejeitada num primeiro momento, mas explica que logo se adaptou e fez amizade com as outras sessenta estudantes que residiam no local. O plano era sair quando completasse 16 anos, mas conseguiu sair antes, já que as condições financeiras da família melhoraram substancialmente e sua mãe conseguiu abrir um ateliê de moda em casa.


Seu pai, que além de motorista também gostava de cantar na noite, começou a incentivá-la a se tornar cantora. Mesmo gostando da carreira artística, Zezé começou a trabalhar como operária em uma indústria farmacêutica para ajudar nas despesas de casa durante o dia, e estudava à noite para se formar como professora.

Nos finais de semana, Zezé passou a frequentar o “Teatro Tablado”, onde se formou atriz. Os estudos abriram as portas para inúmeras peças de teatro populares, sendo reconhecido que iniciou sua carreira profissional em 1967, quando fez parte da peça “Roda-Viva”, de Chico Buarque.

3 2 Zeze Motta revela que esta lutando contra os limites da idade aos 77 anos Tinha medo de envelhecer

Direitos autorais: reprodução Instagram/@zezemotta.

3 3 Zeze Motta revela que esta lutando contra os limites da idade aos 77 anos Tinha medo de envelhecer

Direitos autorais: reprodução Instagram/@zezemotta.


3 4 Zeze Motta revela que esta lutando contra os limites da idade aos 77 anos Tinha medo de envelhecer

Direitos autorais: reprodução Instagram/@zezemotta.

A partir daí, a artista nunca mais parou, e hoje soma 35 novelas, 40 filmes e 14 discos gravados, um volume de trabalho inimaginável. Hoje, aos 77 anos, Zezé possui uma carreira mais que estável, e conta que, mesmo assim, não consegue parar quieta um minuto sequer. Desde que se iniciou a pandemia, ela já estrelou mais de 30 campanhas publicitárias, aparecendo em grandes marcas, como Natura, Lojas Americanas, Nívea e Avon.

Em reportagem do jornal Extra, a atriz conta que sempre teve muito receio em relação à velhice, principalmente porque, durante a juventude, via os idosos sendo tratados de formas horríveis. Zezé pensava que daria muito trabalho para os filhos, já que poderia ficar doente e dependente dos familiares, e não ter mais espaço no mercado de trabalho.

A artista revela que todas as crises que teve ao longo de sua carreira profissional tinham relação com a questão cultural de perder espaço ao envelhecer. Com isso, ela se sentia angustiada, com medo do discurso que exila os idosos em uma categoria de “imprestáveis”, mas que hoje sente que esses fantasmas já se foram.


3 5 Zeze Motta revela que esta lutando contra os limites da idade aos 77 anos Tinha medo de envelhecer

Direitos autorais: reprodução Instagram/@zezemotta.

Para manter a vitalidade, ela explica que tem amigos de todas as idades e tem trabalhado muito, isso faz com que queira férias e um grande amor, já que é movida à paixão. Sempre que não está com ninguém, conta que inventa algum amor apenas para não se sentir sozinha. Zezé explica que melhorou sua autoestima ao longo dos anos, já que, no Brasil, a beleza era importada. Só conseguiu se convencer de que era bonita quando foi aos Estados Unidos e se deparou com os artistas de lá.

Empresária revela que tem o mesmo salário que funcionários. “Com lucro comprei carro novo para eles”

Artigo Anterior

“Não existe hora certa para amar.” Com 51 anos de diferença, noiva de José de Abreu se declara

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.