6min. de leitura

OS 12 PILARES PARA EDUCAR OS FILHOS:

 A sociedade passa por momentos preocupantes em relação ao comportamento humano. Educar os filhos é realmente um grande desafio, devido às influências externas relacionadas ao estilo  de vida das famílias. Os pais ficaram inseguros e isso é justificado porque o mundo também mudou. A criança cresce na lei dos desejos e os pais tentam compensar ausências e culpas  dando-lhes  tudo que desejam.


As famílias enfrentam  desafios num ritmo  acelerado, onde o tempo é curto e os afazeres são muitos. Ao longo da minha vida, como educadora ,acompanho a dificuldade dos pais  em relação à educação dos filhos. A sociedade vem perdendo valores consideráveis que são substituídos pela  liberdade equivocada do ter e não ser. Muitas vezes os pais ficam submissos à vontade dos pequenos. Outro fator que também desencadeou grandes prejuízos na formação dos filhos foi o fato das mães saírem para o mercado de trabalho e deixarem os filhos aos cuidados de outras pessoas.

Entre  tantas adversidades, educar  é realmente, a mais difícil tarefa  de todas ,pois  não há curso preparatório e eficaz que deem aos pais segurança  e  garantia de que estão agindo de forma correta.


Por sua vez  deve-se considerar alguns quesitos, ou seja, a maneira como foram educados e aproveitar o que foi bom em sua formação para educar seus filhos. Parece  simples ,mas não  é. Sobre essa temática há estudos e alguns especialistas afirmam que a solução para o comportamento humano é a família, pois é nela que está os alicerces para formação, embasados no amor e respeito. É ai que a participação da família  é sumária e sintomática.

Opiniões se dividem entre discursos desencontrados sobre como educar. Alguns acreditam que os pais devem ser severos e punir o filho através de castigos, outros são menos extremistas e  optam pela liberdade da própria criança, usando outros métodos que por ora, julgam corretos.Com toda certeza cada família prescreve o melhor para seus filhos ,porém deve-se levar em conta certas situações que possam contribuir para a educação.


Alguns princípios básicos devem ser observados principalmente nos primeiros sete anos de vida, pois nesse período forma-se a personalidade. Partindo desse pressuposto, existem alguns pilares embasados em estudos que podem servir de orientação.

A criança deve ser tratada de acordo com a idade. Não queira que seu filho pequeno tenha atitudes de pessoas adultas.

Amor a criança tem que se sentir amada  e respeitada pelos pais.

Autoridade os pais devem ser firmes, pois a criança tem que entender o significado do não e o significado do sim. Para os pais é um momento estressante, porque a criança vai usar de todas as artimanhas para conseguir o que quer. Uma vez que, os pais cederem aos seus caprichos, ela perceberá a vulnerabilidade, então sempre fará  cenas de birras e choros para atingir seus objetivos .E isso é ruim para a própria criança, pois a tornará impaciente, manipuladora, insegura e também egocêntrica. Os prejuízos serão avassaladores em sua vida adulta.

Diálogo, este, porém, aos poucos vai se tornando um hábito comum na família, mas  para isso, tome cuidado com as palavras usadas, pois uma palavra mal escolhida pode ter resultados irreversíveis e não tem como apagar.

Ensine seu filho a valorizar o que ele tem, agregando valores a cada conquista.

Evite discussões com o cônjuge na frente do filho, isso faz com ele fique sem saber como tomar partido.

 Exemplos valem mais que palavras, os bons exemplos atraem comportamentos bons  e que  certamente serão absorvidos pela criança.

Importante manter uma rotina com as crianças como; horários para comer, dormir, brincar, tomar banho. Evidentemente que para manter uma rotina, os pais terão que ensinar e ter muita paciência . A rotina  torna a criança mais confiante e segura. Estabeleça também prioridades: primeiro deveres e depois a diversão.

Limites são prioridades nos primeiros sete anos, pelo fato que são os mais importantes à  formação  de sua  personalidade.

Nunca  corrija seu  filho na frente de outras pessoas, isso gera constrangimento , portanto se for o caso, chame-o em lugar reservado.

 Pais não transfiram à escola e ao professor a educação de seus filhos, pois a função da escola não é essa.

Procure levar seu filho para seguir uma religião, ele aprenderá princípios que o ajudará a conviver de forma mais humana na sociedade.

A família é o maior tesouro e quem ama cuida. De que vale ter uma vida bem estruturada se você não conseguir gerenciar própria sua família e em seu lar não reinar a paz e a harmonia. Por isso temos que persistir nesse bem grandioso e que não tem preço. Por mais problemático que for seu filho ou filha jamais desista, ame-os. O maior segredo é o  ainda é amor!





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.