publicidade

5 sinais de que alguém tem problemas de abandono:

“Ser abandonado é a emoção mais devastadora que podemos causar em outro ser humano.” – Gary David Currie

Problemas de abandono podem surgir em pessoas com passados traumáticos, bem como em pessoas que sofrem de doenças mentais ou distúrbios de personalidade. Eles podem existir por conta própria, ou como sintoma de outra coisa. As questões de abandono são caracterizadas pelo medo intenso de ser rejeitado por outra pessoa.



O medo pode fazer com que as pessoas que vivenciam esses problemas criem barreiras emocionais entre si e o resto do mundo. Isso pode causar problemas de conexão com aqueles ao seu redor, incluindo amigos, familiares e parceiros românticos. Qualquer pessoa pode experimentar problemas de abandono: homens, mulheres ou mesmo crianças.

As causas dos problemas de abandono são numerosas e podem incluir trauma emocional, abuso verbal ou emocional passado ou mesmo pais divorciados. Os sinais desses problemas podem ser óbvios, bem como sutis, confundidos com peculiaridades da personalidade de alguém.

Ser capaz de reconhecer efetivamente os problemas de abandono em outra pessoa, assim como em si mesmo, é o primeiro passo para poder encontrar o caminho correto para a cura desses problemas.



5 sinais de que alguém tem problemas de abandono:

1. Apego não saudável

Um sinal pode ser um apego repentino e intenso a outra pessoa. O apego imediato pode ser causado por problemas de abandono, devido ao medo de estar sozinho e rejeitado. Se você ou outra pessoa que conhece, muitas vezes, encontra-se experimentando um apego intenso e instantâneo depois de conhecer alguém, ou muito logo após o fim de outro relacionamento intenso, pode ser um sinal de problemas de abandono.

Reconhecer isso como um sinal de problemas potenciais é uma das primeiras etapas para mudar seu padrão de comportamento, ou ser capaz de identificar o problema para poder procurar ajuda.


2. Medo da infidelidade

Preocupar-se com infidelidade uma ou duas vezes é aceitável, e não há nada com o que se preocupar. No entanto, o medo de seu parceiro enganá-lo torna-se um problema quando é uma presença constante em seus pensamentos, e você não consegue racionalizar esse processo, especialmente se o seu parceiro nunca foi conhecido por ser infiel.


Se você está em constante estado de paranoia sobre as atividades do seu parceiro, pode ser um sinal de processo de pensamento não saudável. Comunicar-se abertamente  pode ajudar a aliviar esses medos e a aprender a confiar. Ser capaz de reconhecer isso em outros também o ajudará a orientá-los para o tipo de ajuda que precisam.


3. Permanecer em relações tóxicas

Se você, ou alguém que você conhece, recusa-se a deixar seu parceiro, mesmo quando o relacionamento é ruim ou tóxico, pode ser um grande indicador de problemas de abandono. O medo de ser rejeitado e de estar sozinho levará alguém a permanecer em um relacionamento que não o faz feliz, porque, muitas vezes, sentem que é melhor do que estar sem ninguém.

Permanecer em um relacionamento disfuncional pode intensificar os problemas de abandono. Às vezes, o relacionamento, simplesmente, não está funcionando, em vez de ser uma fonte de trauma. De qualquer forma, permanecer nessa situação pode intensificar o sentimento de abandono e os problemas, assim que o relacionamento terminar. Identificar quando você, ou alguém que você conhece, está em um relacionamento que já não está bem, pode ajudá-lo a reconhecer padrões tóxicos.


4. Relações de sabotagem

Apesar de estarem desesperadas para serem queridas e amadas, as pessoas com problemas de abandono podem ser encontradas sabotando seus relacionamentos mesmo quando nada está dando errado e o estresse da relação é baixo. Muitas vezes, elas começarão brigas e enaltecerão as poucas coisas negativas no relacionamento.

Esse comportamento pode ser uma maneira de justificar seus próprios sentimentos de abandono, porque se o relacionamento acabar, é prova de que as pessoas sempre os abandonarão.

Se você experimentar isso com alguém com quem tem um relacionamento, uma maneira de ajudá-lo pode ser fazê-lo questionar se as coisas com as quais ele está chateado são racionais e ajudá-lo a entender de onde o desejo de escolher lutas está realmente vindo. Se você se encontra na outra extremidade, sendo aquele que está escolhendo lutas quando não há nada para lutar, pode praticar perguntar-se se está sabotando a si mesmo.


5. Problemas de comprometimento

Alguém viciado em relacionamentos possivelmente tem problemas de compromisso, o que é um sinal de uma maior questão de abandono. A fase de lua de mel de um novo relacionamento é atraente para alguém assim, e essa pessoa,  muitas vezes, deixa um relacionamento ou o sabota, antes que a novidade possa desaparecer, ou antes que a outra pessoa possa, em sua mente, aborrecer-se com ela. As pessoas com problemas de abandono, muitas vezes, inventam motivos para acabarem com o relacionamento, mais uma vez justificando suas razões com processos de pensamento de sabotagem.

Reconhecer o tipo de comportamento que coincide com questões de abandono é o primeiro grande passo para livrar-se dessa situação. Se você reconhecer isso em si mesmo, ou em alguém que conhece, será melhor capaz de dar-lhe o apoio emocional necessário, bem como ajudá-lo a encontrar ajuda  para a cura de tudo o que causou os problemas, em primeiro lugar.

______

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Power of Positivity

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.