publicidade

Azar no amor – será que isso existe mesmo?

Você acha que tem azar no amor? Será que isso acontece de verdade? Veja no artigo uma proposta de reflexão para melhorar a sua vida amorosa.



Muitas pessoas têm o hábito de dizer que tem azar no amor, tem “dedo podre” para escolher um parceiro ou que apesar de tentar encontrar alguém nunca conseguem viver um romance estável. Será que você está mesmo com má sorte no amor? Entenda melhor essa questão com as reflexões propostas por este artigo.


Azar no amor – a culpa é minha?

É óbvio que ninguém quer ter azar no amor, ninguém deseja isso para si mesmo, mas muitas pessoas constatam esse fato depois de passar por desgostos em relacionamentos e acabam instituindo que são azaradas nesse quesito e não há quem tire isso de suas cabeças. E é aí que mora o problema.

Quando alguém sofre uma desilusão amorosa, a tendência é achar que todas as pessoas são iguais e que se você se envolver com outros, o mesmo irá acontecer. Frases como: “Homem é tudo igual”, “Ninguém quer nada sério com ninguém”, “Mulher adora um homem casado”, “Homem só pensa naquilo”, “Mulher só gosta de dinheiro”, “Não confio em ninguém, nem na minha própria sombra”, etc. Esse tipo de pensamento até é compreensível quando acabamos de sair da dor de uma decepção, mas a manutenção dele irá atrair energias negativas para a sua vida amorosa.


Quem tem esse tipo de pensamento e tenta entrar em uma nova relação, já começa com um pé atrás (algumas pessoas entram com os dois pés atrás mesmo!). Vivem na defensiva, tem muito medo de serem enganadas, de sofrer novamente. É terrível tentar se relacionar com alguém que pensa dessa maneira. Não se pode agir de forma natural, porque em cada atitude a pessoa desconfiada acredita que temos uma segunda intenção, a relação passa a viver sob o controle de quem já foi enganado – e o pior: a pessoa ainda acredita que está com toda a razão! “Eu já fui enganada(o) uma vez, não vou deixar isso acontecer de novo!”. E o que acontece? Ninguém suporta esse tipo de cobrança e de desconfiança, e o relacionamento vai por água abaixo. Nasce a frase: tenho azar no amor.  Ninguém nasce predestinado a sofrer eternamente por amor, algumas pessoas apresentam maiores dificuldades e obstáculos, mas estar fadado ao fracasso amoroso, ninguém está. É preciso aprender com os erros e reconstruir a vida amorosa.


É preciso perdoar e reconstruir a sua autoestima

Se você já está convencida(o) de que o tal “azar no amor” não existe, agora é a hora de tentar enxergar onde está o problema e o que tem atraído tantos obstáculos para a sua felicidade amorosa. Você pode se fazer algumas perguntas decisivas, como:


  • Eu estou procurando os defeitos de um ex parceiro(a) nos meu relacionamentos atuais?
  • Eu estou acreditando em alguma máxima como “Homem não presta”?
  • Eu ainda estou magoada com a(s) pessoa(s) que me fez/fizeram mal no passado?

Se você respondeu sim para uma ou mais perguntas acima: aí está o problema. É preciso se libertar da dor de uma decepção e aprender a perdoar quem te fez mal. Por mais que seja difícil, guardar ódio, rancor e amargura é algo que irá te prejudicar pelo resto da vida. Você acha justo que a sua vida amorosa seja um fracasso devido ao mal que te fizeram no passado? É claro que não. Então exerça o perdão, esqueça quem te fez mal, olhe para um novo relacionamento com olhos lavados, sem começar na desconfiança, sem esperar que o mal aconteça novamente. Já pensou que quanto mais você teme uma traição, uma decepção ou uma mentira mas ela se aproxima de você? É verdade.


Você precisa gostar de si e valorizar-se

Após deixar de lado o rancor e a amargura pelos problemas amorosos do passado, é preciso passar a valorizar-se. Muitas pessoas saem dos relacionamentos em frangalhos, com a autoestima muito abalada, sem conseguir gostar de si mesmo. Essa é uma receita para futuros relacionamentos fracassados. É comum a pessoa se relacionar com outros que considera “pouco interessante” por achar que não irá conseguir nada melhor. Isso não é o ideal, se você não se sente realizada em um relacionamento, é melhor estar só! Não fique com alguém só por estar, pois esse relacionamento não é saudável. Você precisa encontrar a sua essência, se conhecer, gostar de si para que os outros também consigam enxergar o que você tem de bom a oferecer e se apaixonem por você.


Entenda que ninguém é perfeito

Ninguém virá bater à sua porta com todas as características que você sempre sonhou em um parceiro. Infelizmente o príncipe encantado e as princesas só existem nos contos de fadas, todos os seres humanos possuem defeitos, dificuldades de relacionamento, hábitos difíceis. Todos nós somos imperfeitos, temos nossas peculiaridades, é por isso que ter um relacionamento amoroso saudável é algo difícil: é preciso ter muita flexibilidade e compreensão dos dois lados. Ninguém disse que seria fácil, e na verdade não é. É preciso conversar, tentar entender o lado do outro, como é a sua personalidade, qual é o seu espaço e qual é a intenção dele(a) neste relacionamento. Não ter a mesma intenção que você em um romance não torna a pessoa pior do que você, mas sim diferente. Você precisa aprender a conviver com as diferenças para tentar ser feliz no amor.


Terceirizar o fracasso no amor não ajuda em nada

A verdade pode ser dura, mas precisa ser dita: enquanto você não se responsabilizar pelas dificuldades da sua vida amorosa, você não vai conseguir ser feliz no amor. Alguém ter te machucado no passado não é justificativa para que vire o mestre dos estereótipos dizendo para todo mundo que ninguém presta. É muito mais fácil constatar que sua vida amorosa é um desastre, reclamar aos quatro ventos que não se encontra alguém que queira algo sério e amargurar a vida sozinha do que tomar partido pela sua vida, fazer a sua parte para mudar essa dinâmica de “azar”, buscar melhorar os seus defeitos e procurar a pessoa certa para ser o seu companheiro. Essa mudança depende muito mais de você do que dos outros.


Tente encontrar uma pessoa certa – há sempre alguém procurando uma pessoa como você

Não adianta procurar a felicidade nas pessoas erradas. Você já parou para pensar como é o parceiro(a) que você deseja? Agora pense: você está procurando no lugar certo? Perceba o que você deseja, respeite o seu desejo, e principalmente respeite as pessoas ao seu redor: ninguém tem de ser exatamente do jeito que nós sonhamos. Não existe uma pessoa perfeita para a outra, existem pessoas que se apaixonam, se adaptam um ao outro e assim nasce o amor. Se você não encontrou ninguém assim, tenha calma. Muitas vezes nós precisamos ficar sozinhos para encontrar a nossa felicidade. Só conseguiremos ser feliz em um relacionamento quando formos capazes de sermos felizes sozinhos! Um relacionamento não é uma solução de problemas. Tudo tem seu tempo, muitas vezes o seu tempo é de ser feliz sozinho(a), e a sua vida amorosa será plena em breve. Analise as questões que lhes propomos, faça um balanço, exercite o perdão, tome as responsabilidades pela sua vida amorosa. Só o autoconhecimento nos torna conscientes dos nossos atos e equilibrar nossas energias para que possamos ser felizes no amor.

Por: Ana Luiza Fernandes, Editora em Wemystic Brasil

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.