publicidade

Varrendo a sujeira para debaixo do tapete…

Varrendo a sujeira para debaixo do tapete…

Ninguém quer estar perto de suas próprias dores e culpas, e assim nós as tiramos de dentro de nós e as colocamos em outra pessoa e depois banimos essa pessoa de nossa vida. E nos separamos dela. Pode ser separação física ou psicológica apenas.



E como isso funciona?

Acontece quando alguma pessoa (qualquer uma) nos diz algo que nos incomoda muito e ficamos com raiva dela e a atacamos!

Você não tem que concordar com o que os outros dizem ou fazem, mas no minuto em que experimenta uma reação pessoal de raiva, julgamento ou crítica, é o momento de se ligar. Geralmente isso acontece porque você viu naquela pessoa alguma coisa que negou em si mesmo.

Noutras palavras, você projeta a própria insegurança, medos ou culpa, naquele ser que te deixou desconfortável e então o ataca.


Mas veja que você não está atacando a sua insegurança, o seu medo e a sua culpa dentro de você, e sim no ser em que você os projetou. E na medida em que ataca o outro você faz com que ele se afaste. No fundo a sua intenção (na maioria das vezes inconsciente) é a de conseguir que o seu desconforto fique tão longe de si mesmo quanto for possível.

Ou seja, você usa um processo simplificado que todos fazem: tira a sua própria sujeira de dentro de você (negação), coloca do lado de fora em outra pessoa (projeção), e depois se separa daquela pessoa falando mal dela, julgando-a e criticando-a. Pronto!

Daí o problema não é mais seu! Não é você quem tem que mudar! É “aquela” pessoa!


Entendeu o mecanismo do EGO? Ele está a serviço da sua mente inconsciente, para você não se ver, não admitir seu lado mais feio e não sentir dor, ou.. Achar que não sente…

Isso é o mesmo que varrer a sujeira para debaixo do tapete!! E a sujeira vai continuar lá até que você resolva encarar e faxinar.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.