4min. de leitura

“A melhor liberdade é quando você se livra do que lhe faz mal”.

A liberdade nos traz felicidade. Viver livre é um dos maiores prazeres da vida. Somos livres quando podemos dar passos na direção do que nos realiza.

Por vezes, ficamos aprisionados nos ditames da moda, da cultura, da música e deixamos de vestir o que nos faz bem, de fazer o que nos agrada, de ouvir o que gostamos. Ser livre é, dentro dos limites, fazer o que se gosta, é correr como criança, é jogar futebol de pés descalços, é poder ficar até mais tarde na cama, quando não se tem a obrigação de cumprir horário.


Muitas vezes, busca-se a felicidade em relacionamentos insossos, que não nos deixam realmente felizes. Ser livre é libertar-se do que não faz bem. Nosso livre-arbítrio passa pelas relações que cultivamos. Alcançar a verdadeira liberdade implica deixar de lado as pessoas que nos prejudicam. Por isso, queira junto de você apenas quem te faz bem. Não deixe sua liberdade por quem não lhe proporciona felicidade. Uma pessoa vale a pena em nossa vida quando ela nos dá ânimo para sermos mais. Amigo, amiga de verdade é aquele (a) que o ajuda a ser melhor do que você poderia sozinho (a).

Mas, acima de tudo, ser livre é se afastar do que faz mal. É fazer aquilo que nos deixa felizes, é viver do melhor jeito possível: o nosso jeito.

Triste é quando se vive uma vida que parece não nos pertencer, somente por medo de lutar pelo que nos faz feliz. Liberdade é batalhar pelo que acreditamos, sem ter medo dos empecilhos que podemos enfrentar.  Para ser livre é preciso confrontar-se com cada dificuldade sabendo que Deus está na direção. A liberdade não é algo que vem com o nascimento, liberdade conquista-se com fé, esperança e muita luta.

Somos seres limitados. As limitações podem ser um empecilho à liberdade quando não são conhecidas. Liberdade, não é falar o que se deseja e fazer o que quer, viver como quer apenas por que se é livre. A liberdade pode existir dentro dos limites, com a capacidade de escolha. O livre-arbítrio traz consigo a responsabilidade, de saber escolher o que queremos.


Para encontrar a liberdade é preciso autoconhecimento. Uma borboleta, não nasce livre, primeiro, é necessário que a larva penetre o casulo, para dar início ao processo de desenvolvimento. Tal como as borboletas, para ser livre, o ser humano precisa encontrar seu interior, o lugar mais íntimo e, a partir daí, iniciar com pequenos passos rumo à liberdade.

Ser livre é deixar o que nos faz mal e valorizar o que nos deixa feliz. Paz e bem!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: rdonar / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.