5min. de leitura

Amar é Estar Alerta

Você tem que estar alerta para sentir o amor por tudo ao seu redor.



Você tem que estar ciente de tudo que lhe cerca para amar, caso contrário você perderá coisas.

Você tem que estar alerta para ver as coisas que você ama. Você tem que estar alerta para escutar os sons que você ama. Você tem que estar alerta para pegar os ótimos cheiros das flores quando você passa por elas. Você tem que estar alerta para realmente saborear a comida que você está comendo e sentir a plenitude dos sabores. Se você está andando numa rua escutando aos pensamentos em sua cabeça, você perde tudo isso. E é o que acontece às pessoas na maior parte do tempo. Elas se hipnotizam escutando os pensamentos em suas cabeças e, assim, ficam num tipo de transe, e não ficam cientes de nada ao redor delas.

Você já andou pela rua e de repente um bom amigo gritou seu nome e você ficou surpreso por não tê-lo visto? Ou talvez você tenha visto uma amiga e tenha chamado o nome dela um par de vezes e de repente ela deu um salto quando viu você? Você chamando o nome dela a despertou porque ela não estava ciente de estar na rua, mas perdida num transe, escutando os pensamentos na própria cabeça.


Você já andou de carro e de repente olhou ao redor e percebeu que estava tão próximo ao seu destino, mas não se lembrou de ter dirigido por toda aquela distancia? Você se hipnotizou escutando seus pensamentos, e ficou perdido num transe.

A boa nova é que quanto mais você der amor, mais alerta e consciente você se tornará! O amor traz estado completo de alerta.

Quando você faz um esforço consciente para perceber o máximo que pode tantas coisas que você ama ao seu redor a cada dia, você se tornará mais consciente e alerta.


Como manter sua mente focada no amor

“Clareza de mente significa clareza de paixão também; é por isso que uma mente forte

e clara ama ardentemente e vê distintamente o que ama.”

(Blaise Pascal, Matemático e Filósofo, 1623-1662)

Uma maneira de se manter alerta é ludibriar sua mente fazendo perguntas como “o que eu posso ver que eu amo?”, “quantas coisas eu posso ver que eu amo?”, “o que mais eu posso ver que eu amo?”, “o que eu posso ver que me emociona?”, “o que eu posso ver que me excita?”, “o que eu posso ver que me apaixona?”, há mais coisas que eu posso ver que eu amo?”, “o que eu posso escutar que eu amo?”.

Quando você faz perguntas à sua mente, sua mente não pode fazer nada e fica ocupada naquele momento para l He dar as respostas. Ela para outros pensamentos imediatamente de forma a vir com as respostas às suas perguntas.

O segredo é manter-se fazendo perguntas à sua mente regularmente.

Quanto mais perguntas você faz, mais você estará no controle de sua mente. Sua mente estará trabalhando com você e fazendo o que você quer que ela faça, ao invés de estar trabalhando contra você.

As vezes sua mente pode decolar como um tem de carga montanha abaixo sem um motorista se você não estiver no controle dela. Você é o condutor de sua mente, então assuma o controle e mantenha-a ocupada com suas instruções lhe dizendo aonde você quer que ela vá. Sua mente só ganha o controle se você não estiver dizendo a ela o que fazer.

“A mente funciona como um inimigo para aqueles que não a controlam.”

(Bhagavad Gita, Texto Antigo Hindu, Sec.5 AC)

Sua mente é uma ferramenta poderosa e magnífica que você pode usar, mas você deve estar no controle dela. Ao invés de deixá-la distrair você com pensamentos fora do controle, você quer que sua mente lhe ajude a dar amor. Não leva tanto tempo para treinar sua mente para se focar no amor e, uma vez que você tenha feito isso, simplesmente observe o que acontece à sua vida!

Rhonda Byrne – O Poder

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.