ColunistasComportamento

Ansiedade: a ladra de energia!

Ansiedade: a ladra de energia

Você sofre de ansiedade? Então você precisa ler este texto!



“Sentir o coração pulando no peito, estômago queimando, os dentes cerrados e uma sensação de calor dos pés a cabeça.”  

Estes são os principais sintomas que percebo no meu corpo, quando sinto a ansiedade agindo na minha mente.

Todas essas sensações são o corpo se preparando para entrar em uma guerra, a guerra da ansiedade.


Quando isso acontece os níveis de cortisol se elevam e junto com a ansiedade vem o estresse.

Com um pouco de auto-observação e muita meditação consegui capturar “flashs” da ansiedade roubando minha energia em vários momentos do meu dia, e quer saber o pior?

Inocentemente e inconscientemente alimentei este monstro dentro de mim, com pequenas atitudes e escolhas no dia a dia e, sem perceber, acelerei minha mente dando ainda mais força para ansiedade.

Neste breve texto vou dividir com você 9 atitudes que observei em mim que alimentavam ainda mais a ansiedade. Pode ser que você esteja cometendo os mesmos erros que eu.


9 atitudes que aumentam consideravelmente a ansiedade.

1. Não respeitar o ciclo natural das coisas

Precisamos entender, de uma vez por todas, que não somos Deuses e que não cabe a nós decidirmos certas coisas. Existem problemas, dores e soluções que somente o tempo pode curar, precisamos compreender e aceitar isso.

Quanto mais queimarmos o cérebro tentando encontrar solução onde não existe, mais ansiosos ficaremos.


Como a natureza tem seu tempo certo para nascer, florescer, secar e morrer, nós também. Afinal, fazemos parte desta natureza e também precisamos de tempo para amadurecer, compreender e agir. Respeite o seu tempo e o dos outros.


2. Querer controlar a tudo e a todos

Vale lembrar mais uma vez que não somos tão poderosos quanto pensamos a ponto de mandar e “desmandar” nos outros.


Quando alguém nos diz “não quero”, por algum motivo, não adianta tentar modificar aquela decisão até porque, na cabeça da pessoa, já existe uma opinião formada e é um direito dela.

Aceite e respeite, não perca energia tentando persuadir as pessoas a fazerem o que você quer.

Isso também vale para aqueles que se deixam controlar. Como você respeita as decisões, o tempo e o espaço dos outros, imponha-se e estabeleça seus limites, para que as pessoas NÃO tomem as rédeas da SUA vida.

Você que é pai ou mãe, lembre-se de que seu filho não é seu, ele é do mundo. Você foi um veículo divino para o nascimento e criação deste ser.


Contudo não quer dizer que ele o pertença e você tem que controlar cada passo desta criatura. Isso NÃO fará dele uma pessoa melhor, respeite as vontades e limites dos seus filhos.

O mesmo recado serve para os casais ciumentos, controlar onde e com quem seu parceiro(a) está, não fará dele ou dela uma pessoa mais fiel.

A fidelidade é algo que parte de um bom caráter e boa índole, se você não consegue confiar na pessoa está ao seu lado, lamento, mas talvez seja hora de rever se realmente vale a pena seguir adiante com o relacionamento.



3. Ser reativo e defensivo

Sabe aquela péssima mania de achar que o mundo está contra você e sempre tem alguém tramando o seu mal? Forget about it!!!

Primeiro que você não é o centro do universo e as coisas não giram ao redor do seu umbigo, então para de reagir a tudo e se defender, mesmo sem ser agredido ou culpado por alguém.

Primeiro escute, analise e depois responda. Geralmente agimos reagindo e nos defendemos de tudo, por culpa dos altos níveis de cortisol, que eu expliquei lá em cima.


Eles mandam uma mensagem para o cérebro: vamos “entrar em guerra”.

Geralmente entramos, nem que seja numa guerra imaginária contra nós mesmos.

Quanto mais você atuar desta forma, mais cortisol seu corpo produzirá, mais estressado e ansioso você ficará.

Por isso, relaxe! O mundo não está contra você!!!


Como já dizia Bob Marley: Prefiro perder a guerra e ganhar a paz.


4. Olhar somente para o mundo exterior

Infelizmente, este é um hábito muito ocidental que aprendemos desde a escola e nos leva direto para o fundo do poço.

Vou lhe fazer uma pergunta: Quantas pessoas na sua vida o ensinaram a meditar, interiorizar, olhar para dentro de si?

Talvez você nem tenha resposta e, a partir disso afirmo, aí está o “porquê” de vivermos num mar de ansiedade, pois NÃO NOS CONHECEMOS.

Para eliminarmos o que nos incomoda e galgarmos paz interior, precisamos nos conhecer, saber nossos limites, fraquezas, fortalezas e qualidades.

Não adianta buscar a felicidade em títulos, status, likes, remédios, futilidades, etc… nossa paz interior definitivamente não estará nestas coisas.

Enquanto você lutar contra si, não haverá ganhador…

Aprenda a interiorizar, procure conhecimento de como fazer isso e desenvolva esse hábito diariamente.


5. Lotar a agenda

A desculpa do século é: Aiii!!! Não tenho tempo!  Parece que todo mundo acha bonito falar isso e eu mesma repetia isso como um papagaio louco.

Até que um “raio de consciência” me fez compreender que isso é uma grande desordem mental que consequentemente causará falta de tempo.

Uma pessoa mentalmente equilibrada não vai atolar a agenda de compromissos que não pode cumprir. Concorda comigo?

Outro grande vilão das agendas lotadas que aumenta nossa ansiedade é estar disponível o tempo todo. Quem foi que disse que temos que dizer SIM para tudo?

Não somos obrigados a fazer tudo o que os outros querem, temos que aprender a dizer: NÃO, NÃO POSSO, NÃO QUERO, ESTOU OCUPADO, TENHO OUTRAS PRIORIDADES.

Quem sabe, com menos compromissos, conseguimos nos organizar melhor e dedicar tempo aquilo que realmente é importante.

E para saber como analisar o que é importante ou não, precisamos MEDITAR.


6. Exagerar no café

Confesso que isso foi bem difícil para mim, sou apaixonada por café, seu sabor, textura e aroma me fascinam.

Mas dar café para uma pessoa acelerada e ansiosa é a mesma coisa que jogar álcool na fogueira, pega fogo!

Muito da minha ansiedade estava ligada às várias xícaras de café puro que tomava durante o dia. Desde que me permiti saboreá-lo somente pela manhã, minha ansiedade diminuiu muito e consegui dormir melhor.


7. Estar sempre atrasado, correndo contra o tempo

Outra mania feia e terrível que eu tinha era sair em cima da hora e sempre estar atrasada, isso é horrível, passa um “ar” de imaturidade, de descaso e desleixo com os compromissos.

Ora, se temos um compromisso com alguém. o mínimo é nos organizarmos e chegarmos no horário prometido e, se percebermos que vamos atrasar por um motivo de força maior, é bonito avisar a outra pessoa.

Assim, evitamos de olhar o relógio o tempo todo, inclusive não uso mais relógio de pulso, porque percebi que ele me deixava ainda mais ansiosa. Olhava para ele o dia inteiro repetindo: Ai meu Deus! Tô atrasada! Tô atrasada! E nunca fazia nada para mudar, até que tirei o relógio e aprendi a me organizar para não me atrasar.

Quando saímos com sobra de horário, nós nos permitimos desfrutar do caminho e do momento presente. Com esta atitude a ansiedade não tem espaço para crescer.


8. Vício em rede sociais

“Desde que eu tomei a inteligente decisão de desativar as notificações das redes sociais do meu celular, uma paz maravilhosa voltou a habitar na minha mente e no meu coração”.

Chega a ser indescritível a sensação de paz de não ouvir mais o celular apitando a chegada de novas mensagens do Whattsapp. Por mais que a gente trabalhe hoje em dia com essas benditas redes sociais, é necessário saber o momento de dizer CHEGA e viver a vida real.

O excesso de informação que recebemos das redes sociais, tv, jornais, meios de comunicação em geral, acelera nossos pensamentos, desenvolvendo uma síndrome chamada: A Síndrome do Pensamento Acelerado, descoberta pelo Dr. Augusto Cury.

Selecione o que você vai consumir de informação durante seu dia, como você seleciona o que vai comer.

Estes dias ouvi num programa um adolescente perguntando:

– Por que hoje em dia todo mundo está ansioso e antes não era assim?

E a resposta do apresentador foi ótima:

– Porque na época do seu avô não existia o Facebook, nem  Instagram e muito menos o WhatsApp…

E o apresentador tem toda razão, estamos VICIADOS em redes sociais e informações.

Na nossa cabeça desenvolvemos a falsa teoria de que se não soubermos de tudo que acontece no mundo seremos tachados de ignorantes.

Esquecemos de viver a vida real, a vida está onde o Sol brilha de verdade e sem filtro.


9. Comparar sua vida com a dos outros

Quer começar o dia mal, sentindo-se um lixo, então aí vai a dica:

Antes de levantar da cama olhe seu Instagram, futrique bastante a vida dos outros, procure saber todos os lugares que aquelas mulheres com corpos maravilhosos viajaram, quantas coisas de marca você encontra em uma só foto e como tal fulana tem a vida amorosa dos sonhos.

Pronto, fazendo isso você já vai se sentir um lixo, feia, com uma vida monótona e vai acreditar que precisar trabalhar o triplo do que trabalha hoje  para comprar a roupa que a “blogueira tal” estava usado, etc…

Gente, pelo amor de Deus!!!! Isso não é a vida real é  fantasia, não existe um ser humano perfeito, os seres perfeitos morreram, porque já cumpriram sua missão neste planeta.

Entenda que todo mundo tem problemas e aquela mulher maravilhosa não é maravilhosa o tempo todo e se fulano tem muito dinheiro para viajar e conhecer o mundo todo é porque existe uma explicação lógica como trabalho ou herança, eu que sei … não é porque Deus ama mais o outro do que você.

O tempo que a gente perde revirando a vida dos outros é o tempo em que poderíamos estar atingindo nossos sonhos, transformando nossa realidade e eliminando a ansiedade.

Precisamos compreender a fantasia criada nas redes sociais, ali todo mundo é lindo, rico, bem-sucedido financeiramente, amam seus trabalhos e têm os relacionamentos dos sonhos.

Mas a realidade é que por trás dos espelhos negros ou “Black Mirror” as pessoas estão doentes, tomando antidepressivos tarja preta, com a autoestima baixa, porque não conseguem atingir a vida incrível ou o patamar de beleza estipulado pelos comerciais de TV  e nas redes sociais.

Sem falar da inveja, nem vou entrar neste assunto, senão o texto não terminará hoje.

Você pode, sim, gostar das redes sociais, mais saiba separar a realidade da fantasia para sua sanidade mental.

Abra os olhos para a realidade e verá como a vida pode ser mais leve e tranquila!

Não posso dizer para você que não sou mais ansiosa, isso seria mentira. Mas, posso, sim, dizer que percebi, através destes pontos, o que estava aumentando e muito minha ansiedade.

E aprendi ainda que a meditação e o autoconhecimento são chaves para saúde, paz e o encontro com a felicidade.

Sim, é um caminho longo, mas e daí?!

Não sejamos ansiosos… temos a vida toda para aprendermos e praticarmos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: stockasso / 123RF Imagens

Ser simples é chique e ser grato é elegante!

Artigo Anterior

Para todas as mães, de laços de sangue e de coração, todo nosso amor e gratidão…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.