CrônicasRelacionamentos

Ao próximo que amarei…

ao próximo que amarei

Eu já estou cansada de perseguir o tipo de amor que exige toda a minha atenção, tempo e coração. Esse tipo de amor é exaustivo e desgastante. Não quero isso.



Eu quero o tipo de amor que me permite continuar a vagar, crescer e construir a mim mesma.

O tipo de amor que me amará com total honestidade e respeito a minha privacidade. Eu vou permitir que você faça isso, não se preocupe. E eu quero que você confie em mim também. Eu sou um caos ambulante. Um desastre vivo. Uma bomba. A qualquer momento, eu sinto que vou explodir. E o pensamento do que vai acontecer a seguir realmente me assusta.

Toda vez que eu explodir e sentir que estou me afogando, não quero que você nade e me salve. Eu quero que você apenas segure minha mão, abrace-me apertado, e tenha esperanças de que tenho a força para sobreviver a isso. Que eu vou sobreviver mais uma vez.


Da minha parte, eu realmente não tenho muito a dar, mas vou te dar a maior parte do meu coração.

Eu não sou boa quando se trata de amor, então não espere que eu te ame como amar alguém deveria ser. Mas, em vez disso, saiba que eu vou te amar da maneira que você merece ser amado. Do jeito que eu deveria me amar.

Eu serei sua amiga do oceano – vamos ouvir o som das ondas e nos perguntar como é ser uma. Eu também serei sua amiga de viagens noturnas – iremos possuir o mundo todas as noites. E se você não estiver com vontade de conquistar o mundo, vamos dormir um ao lado do outro e falar sobre as coisas que gostamos. Como o universo foi feito e como é maravilhoso fazer parte deste mundo.

Ao próximo que amarei, não tenho planos de te deixar. Eu sei que estaremos vivendo nesta geração em que desistir é uma resposta sempre que as coisas não estão indo da maneira que desejamos. Mas seremos diferentes.


O amor é uma batalha e eu vou dar o meu melhor em cada luta, porque você vale a pena, nós valemos a pena.

Eu não vou desistir de você. Neste mundo cheio de pessoas temporárias, eu quero ser a sua permanente. Aquela que sempre admirará sua beleza e caos, suas falhas e graças, seus sorrisos e lágrimas. Aquela que ficará entre suas versões belas e feias, boas e ruins, imperfeitas e perfeitas. E escolherá ambas.

Eu sempre escolherei ambas.

___


Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Thought Catalog

6 maneiras simples de se apaixonar novamente!

Artigo Anterior

As 5 melhores coisas para experimentar na vida (para não ter arrependimentos):

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.