Família

Ela maquia no rosto a mancha de nascença do filho para não deixar que se sinta excluído e intimidado

capa Ela maquia no rosto a mancha de nascenca de seu filho para nao deixar que se sinta excluido e intimidado
Comente!

Carolina e seu marido decidiram que nunca esconderiam seu filho da sociedade por conta da marca e que sempre vão fazer de tudo para que ele entenda que é perfeito.

São as diferenças que nos tornam únicos, capazes de fazer com que, ao mesmo tempo que nos enxergamos como semelhantes, percebemos que cada um é de um jeito único. Nem sempre os traços que fazem um não ser idêntico ao outro são agradáveis para os demais, e é quando o preconceito começa a se delinear.

É claro que o preconceito tem aspectos mais profundos e complexos, que envolvem não apenas uma questão de “não gostar” de algo, mas de violência e agressão, enxergando a cultura e seus reforços de estereótipos como uma das bases para isso. As deficiências, a nacionalidade, o sotaque, a idade, o gênero, inúmeros marcadores de minorias sociológicas que, em vários momentos encontram no medo um confronto que pode até levar à morte.

Essas intolerâncias são passadas entre as gerações, e começam ainda na infância, na forma de bullying, quando alguns alunos ofendem, humilham e até agridem uma criança que tenha algum tipo de diferença ou seja considerada mais vulnerável. Até uma simples marca de nascença pode ser suficiente para suscitar o preconceito e a rejeição, assim como percebeu Carolina Giraldelli.

Mãe de Enzo, ela descobriu, logo no nascimento do primogênito, que ele tinha algo de diferente em relação às outras crianças: uma grande marca de nascença que cobre quase seu rosto todo. Presente em 1% dos recém-nascidos do mundo todo, o nevo melanocítico congênito é uma lesão pigmentada decorrente do acúmulo de melanócitos de origem neuroectodérmica, de acordo com estudo publicado na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, justamente o que o filho de Carolina tem.

2 Ela maquia no rosto a mancha de nascenca de seu filho para nao deixar que se sinta excluido e intimidado

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @carolgiraldelli

De acordo com uma reportagem publicada no Daily Mail, Carolina, que mora em Cáceres, no Mato Grosso, decidiu que sempre faria com que Enzo soubesse como é perfeito. No Dia das Mães, em 2018, ela decidiu que faria uma homenagem a ele, para que se sentisse orgulhoso de sua aparência.

Com o objetivo de celebrar sua singularidade, Carolina decidiu que pintaria em seu rosto uma réplica perfeita da mancha do filho para que ele se reconhecesse nela. A mãe pediu a uma maquiadora profissional que replicasse a marca do filho, usando maquiagem para conseguir chegar o mais próximo que conseguisse.

Carolina decidiu passar o dia com a réplica da marca no rosto para entender um pouco melhor o que seu filho passa e vai enfrentar ao longo da vida. Ela contou que foi extremamente difícil ver e sentir os olhos da sociedade fitando seu filho, demonstrando pena, desprezo, susto e até mesmo nojo.

3 Ela maquia no rosto a mancha de nascenca de seu filho para nao deixar que se sinta excluido e intimidado

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @carolgiraldelli

Sentindo vontade de mostrar ao filho a beleza que enxergava em sua marca, Carolina conversou com uma amiga, que é maquiadora, e pediu que ela tentasse deixar o seu rosto o mais parecido possível com o de Enzo. Ela conta que, quando se olhou no espelho, se sentiu a mulher mais bonita do mundo.

Mesmo sem entender bem o que estava acontecendo, Enzo teve uma reação de “completa alegria”, como conta a mãe. Os dois fizeram um ensaio fotográfico para comemorar o Dia das Mães e, logo depois, Carolina foi trabalhar com a maquiagem, o que trouxe a realidade de forma mais intensa. Ela disse que muitas pessoas a olharam de maneira diferente, mas se manteve tranquila já que se sentia a mãe mais orgulhosa do mundo.

O filho nasceu em 2017, e Carolina soube que havia algo diferente assim que os médicos lançaram olhares assustados a Enzo. Inicialmente, Carolina achou que aquilo em seu rosto era “um pouco de sujeira”, mas assim que percebeu que era uma grande marca de nascença, sentiu-se apenas grata por tê-lo com saúde.

4 Ela maquia no rosto a mancha de nascenca de seu filho para nao deixar que se sinta excluido e intimidado 1

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @carolgiraldelli

Desde então, a mãe decidiu que seria uma pessoa muito mais forte, destemida e corajosa, sempre pronta para enfrentar os obstáculos que seu filho fosse enfrentar. Assim que completou cinco dias, ele precisou ser submetido a uma cirurgia para verificar se a mancha era maligna ou não, felizmente ela é totalmente inofensiva, não passando de uma característica.

Comente!

Pessoas fofoqueiras são semeadoras de discórdias. Faça o possível para evitá-las!

Artigo Anterior

Feirante é aprovado em concurso da PM na Bahia: “Só tinha condições de estudar pelo YouTube”

Próximo artigo