Bem-Estar e Saúde

Faça um vasinho com 7 ervas para energizar o ambiente

vasinho de ervas capa

Harmonizar, limpar o ambiente, trazer bons fluídos, afastar energias negativas, trazer paz…



São muitas as crenças que o vaso de 7 ervas carrega e ajuda a promover. Se são comprováveis?

Há controvérsias. Mas é inegável o fato de que a existência de plantas no ambiente, melhora e muito o astral. Então por que não arriscar?

Aprenda a montar um arranjo com 7 ervas protetoras para espantar de vez as energias negativas.


Para montar o vaso precisaremos de: 01 vaso com boca larga e alto o suficiente para acomodar todas as mudas, 01 muda de arruda, 01 muda de alecrim, 01 muda de pimenta, 01 muda de comigo-ninguém-pode, 01 muda de espada-de São-Jorge, 01 muda de guiné, 01 muda de manjericão, casca de Pinus, manta para drenagem, argila expandida.

Propriedade de cada uma destas ervas:

Arruda: espanta todo o tipo de mal, oferece defesa e afasta as energias negativas.

Alecrim: atrai a energia positiva do universo.


Pimenta: protege da inveja e intrigas.

Comigo-ninguém-pode: ajuda no equilíbrio, na docilidade, afasta mau-olhado e absorve energias negativas das pessoas limpando o ambiente.

Espada-de-São-Jorge: símbolo de força e coragem, devido as suas folhas que remetem a lanças, transmite proteção. Suas folham apontam para cima, o que indica o caminho do céu e da plenitude.

Guiné: limpa o ambiente de fluídos negativos.


Manjericão: purifica a casa, harmoniza o ambiente e protege das enfermidades, proporcionando o bem estar físico e espiritual.

Vamos fazer o vasinho?

Após selecionar um vaso com espaço suficiente para acomodar as sete mudas, forre o fundo com uma camada de argila expandida. Em seguida, cubra essa camada de argila com a manta para drenagem.

Adicione então terra preparada para o plantio (com 01 parte de terra comum; 01 parte de areia e 01 parte de húmus de minhoca). Tudo muito bem misturado. Espalhe a mistura até pouco mais da metade da altura do vaso. Retire então as mudas das embalagens e ajeite-as cuidadosamente no vaso. Complete com o restante da mistura de terra e faça uma rega.


Inicialmente, o vaso precisará ficar num local com boa luminosidade, mas não em contato direto com a luz solar. Após 4 ou 5 dias, coloque-o num local onde ele receba cerca de 6 horas de luz solar direta.

Em relação as regas é muito importante prestar atenção para que elas sejam feitas de modo que, o solo fique úmido mas nunca encharcado. Regue sempre que a camada superficial estiver seca. Para que as plantas cresçam e se mantenham fortes e sadias, adube-as mensalmente, com húmus de minhoca ou uma mistura de farinha de osso e torta de mamona.

 


Os maravilhosos desejos da mulher de mais de 40:

Artigo Anterior

O analfabetismo emocional:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.