ColunistasReflexão

O que não mata, fortalece!

O QUE NÃO MATA

Às vezes dói. Viver dói, amar dói, as vezes tudo machuca às vezes, a vida castiga.



E eu não conseguia entender porque, porque eu ? Porque agora ? Porque não deu certo ? Porque tão complicado? Porque está tudo errado ? Porque tão difícil ?

Questionei muito e por tanto tempo que acabei me cansando.

Então, desisti de tentar entender, e passei somente a aceitar.


O que me restava era fazer a minha parte, e aceitar todo o resto.

Aceitar minha jornada, aceitar meu destino do jeito que ele tinha que ser.

Aceitei, não passivamente mas sim com muita dor. Mas foi assim que eu cresci.

Descobri, que quanto mais doía, mais eu aprendia, recebi minha dor de braços abertos, e com carinho, pois eu sabia que ela sempre viria acompanhada de sabedoria e que a cada ferida cicatrizada, eu me tornava, mais mulher, mais humana, mais decidida, mais independente, mais bonita por dentro e por fora, porque minha dor virou flor, meu coração que um dia se quebrou em milhões de pedaços, virou fortaleza.


Encontrei minha coroa, que há muito tempo estava perdida, decidi morar num castelo, e passei a reinar absoluta no meu reino encantado, porque, o que não mata de fato fortalece.

Abrace seu destino, redirecione seu caminho sempre que puder, e o que não der, somente aceite.

Se joga no mundo princesa, deixa essa dor virar amor e vai brilhar por aí. Tem muita escuridão precisando da sua luz.


Não te amo nem mais, nem menos. Te amo. Só cansei de ficar. Agora aprendi a me amar!

Artigo Anterior

Sinto sua falta, mas você só estava de passagem…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.