publicidade

Quero ser alice!

Calma! Isso não tem nada a ver com o País das Maravilhas e o chapeleiro maluco! É só mais um texto sobre nomes que o mundo simplesmente não aceita! A Alice é na verdade Lenina! Os pais dela se apaixonaram pela personagem central do livro “Admirável Mundo Novo” e assim nasceu a Lenina!



O problema é que o pessoal da cafeteria mais badalada do mundo, que serve cafés em copos personalizados, não entende isso. Solução? Toda vez que ela vai ao Starbucks, em vez de soletrar dez vezes, L E N I N A, ou ficar deselegantemente gritando o nome da personagem do “Admirável Mundo Novo”, ela simplesmente diz: ALICE!

No meu caso, minha mãe, estava no Rio de Janeiro, quando foi apresentada a uma mulher chamada Mariluci, um único encontro bastou pra que ela batesse o martelo: …”Esse será o nome da minha filha, se for menina! Pra ficar mais difícil, mamãe colocou um “Y” no final! Eu diria: …”Fechou com chave de ouro.” Num único telefonema eu consigo ser chamada de Marluce, Maria Lúcia, Marcilucy, Merilú, ou seja o mundo não aceita o meu nome, na verdade, nem eu!

Assim como minha amiga Lenina, também já quis ser Alice, ou melhor Renata! Do alto dos meus dez anos, fui eu mesma, marcar um horário no dentista e quando a secretária perguntou o meu nome, respirei fundo e disse calmamente: Renata! Eita mentira boa!

Chegado o dia e a hora da consulta, lá fui eu, ser Renata. Quando a secretária me olhou e disse sorrindo: …”Vamos lá Renata? É a sua vez!” Enquanto eu curtia a vida fácil de Renata, minha mãe chacoalhou o meu braço e decretou: …”Marilucy, não é você!” Rebati imediatamente: Sou eu sim! Me levantei e fui radiante para o consultório! Pena que durou pouco!


Logo voltei a ser Marilucy, tudo junto com CY no final. Queria ter feito como a atriz Fernanda Montenegro, que deixou de ser Arlette com dois “tês” e “E” no final, para ser a sensacional Fernanda! Ou como a linda Paola Oliveira, que tinha um Caroline antes do Paola, tipo a de Mônaco, e arrancou fora! E o que seria da Dira Paes se tivesse que ser a Ecleidira Maria do batismo? Não seria!

Mudar de nome não é permitido apenas para celebridades, todo mundo pode, é algo previsto em lei, mas, dá um trabalho enorme, sem falar na crise de identidade. Por isso que eu vivo apelando ao bom senso de quem vai trazer um filho ao mundo, nem sempre funciona. Aliás, quase nunca funciona. Pelo menos pra mim e pra Lenina funcionou! Marilucy/Renata é mãe e de Guilherme, Júlia e Gabriel e a Lenina/Alice é mãe da pequena Luiza. Sem drama e com a certeza de que os nossos traumas, não serão uma herança pra eles!


Ps*** Gostaria de lembrar que quando eu brincava de casinha, nunca assumi o Marilucy, das duas, uma, eu era Natália ou Estela, sempre!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.