ComportamentoO SegredoReflexão

Vamos voltar a viver o momento e parar de tirar fotos?

vamos voltar

Já percebeu como as pessoas ficam atualmente, quando estão em uma sala de espera de algum consultório, por exemplo? 80% com o celular nas mãos e digitando rápido, 10% estarão olhando pro nada e com o pensamento longe e provavelmente, 10% estarão folheando revistas ou lendo um livro. Observação importante sobre esses últimos 10%: a metade desse grupo estará sem usar o celular por não ter internet móvel.



Com o dinamismo que a internet tomou nos aparelhos móveis, viver a situação, o momento, se tornou segundo plano. A primeira preocupação, na maioria das vezes, é tirar uma foto, registrar, para postar. Não é problema nenhum registrar o momento. O problema é a “obrigação” que as pessoas se colocaram de dividir a vida e postar foto de tudo o que fazem nas redes sociais.

Quantas coisas você já perdeu por estar filmando algo ou fotografando? Quantas vezes você já viu alguém tirando foto de algum acidente? Filmando alguma briga para postar no youtube? Qual é hoje, a prioridade das pessoas? Mostrar que estão felizes! Mostrar o que tem! Mostrar com quem estão! Mostrar o que estão fazendo! É errado isso? Não. O que não aconselho, é deixar por exemplo de sentir o momento, aproveitar a ocasião para postar nas redes sociais.

Fala se você nunca viu um grupo de pessoas, conversando, cansadas e algumas dentre elas, já com os celulares nas mãos e alguém diz “vamos fazer uma selfie pro instagran?” e todos se animam? Aposto que já presenciou isso! Se animam, tiram duzentas fotos, todo mundo comenta que ficou feio ou mais ruim nessa ou naquela foto e alguém diz “mas eu fiquei bem, posta essa” e depois de muito falarem sobre qual foto será a postada, começarem a comentar sobre as curtidas, zoeiras e comentários da foto postada? Qual o sentido disso? Não seria melhor, todos deixarem os celulares virados para baixo e aproveitarem a companhia uns dos outros e dividirem opiniões?


O pior de toda essa exposição atual, é que muita gente pensa que “ser feliz é tr muitos seguidores, muitos comentários, muitas curtidas”. Você não precisa disso pra viver bem! Você, sendo dos anos 80 para trás, não nasceu com um celular com android pendurado no pescoço! E se você é da turma da galerinha mais jovem, anos 90 em diante, não precisa também, se iludir e achar que postar tudo o que faz e ser popular, é o que te move. Se você gosta disso realmente, tudo bem, vá em frente. Talvez você tenha talento para comunicação. Mas não se prive de viver os momentos, de olhar nos olhos dos seus amigos, de sair com eles pelo “simples” fato de sair e dar boas risadas, dividir histórias. Isso faz bem, viu?! Pode ir por mim!

Volte a olhar nos olhos das pessoas ao seu redor. Largue o celular enquanto estiver na sala de aula – na sala de aula, então, é sério gente… Não tem coisa pior para um (a) professor (a) do que dar aula enquanto os alunos estão teclando nos celulares feito zumbis. Deixe o celular virado para baixo enquanto estiver em um barzinho ou na casa de amigos. Escolha entre falar com quem está a sua frente e mexer no celular. E escolha por deixar o telefone de lado e falar com a pessoa. Opte por vivenciar de fato aquele momento. A vida é vazia se for vivida apenas para fazer fotos/selfies e postar nas redes sociais. Opte por viver pelo “simples” fato de viver sem essa neura de mostrar e postar tudo.

Uma criança feliz é mais responsável

Artigo Anterior

Viva as mulheres fortes!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.