Pessoas inspiradoras

Agricultor gaúcho devolve R$ 861 mil que recebeu por engano: ‘Não é meu, não quero’

agricultor gaucho devolve R 861 mil que recebeu por engano Nao e meu nao quero
Comente!

Essa história provará que a honestidade é um valor ainda vivo nos corações de muitos!

A sociedade em que vivemos, muitas vezes, leva-nos a acreditar que certos valores, como a honestidade, o respeito e o amor ao próximo não existem mais.

Seja ao nosso redor ou nas notícias diárias, somos bombardeados com informações que mostram que o ser humano não tem limite em sua ganância e não mede esforços para sair sempre “por cima” em qualquer situação, independentemente de como isso afetará quem quer que seja.

Parece estar cada vez mais difícil encontrarmos almas verdadeiramente bondosas, capazes de enxergar o outro com cuidado e carinho, importando-se e fazendo questão de ajudá-los com suas lutas, ao invés de simplesmente vê-los como “meios para um fim” e companhias descartáveis.

Essa realidade tão complicada, que nos faz questionar se realmente conhecemos nossos próximos, pode nos desmotivar a conhecer pessoas e abrir os coração, seja para amizades ou relacionamentos românticos.

No entanto, existem alguns casos que não nos deixam perder completamente as esperanças. Nos lugares mais improváveis e nas situações mais interessantes, acabamos encontrando uma motivação muito forte para acreditar que a humanidade pode deixar no passado o seu legado de egoísmo e construir uma sociedade muito melhor, pautada pela honestidade em todos os momentos.

Se você duvida disso, a história que trazemos a seguir com certeza o fará mudar de ideia.

Para quase todos nós, ganhar mais dinheiro, de preferência sem termos de nos sacrificar no trabalho, não é apenas uma meta, mas também um sonho. Diariamente, milhões de pessoas investem em suas capacidades profissionais para conseguir uma vida tranquila, com dinheiro no bolso e paz no coração.

Muitas dessas pessoas, apresentadas a uma oportunidade de aumentar significativamente sua renda à custa de um erro alheio, sem precisar fazer absolutamente nada, não pensariam duas vezes para aceitar a proposta, mas Nestor Führ, um agricultor de Arroio do Meio, no interior do Rio Grande do Sul, mostrou que os seus valores vêm sempre em primeiro lugar.

Conforme contado pelo canal RBS, o homem teve uma surpresa ao receber a notícia de que uma grande quantia de dinheiro havia sido depositada em sua conta. Para sermos mais claros, foram exatamente R$ 861.924,86.

Quem lhe contou sobre a novidade foi o gerente da sua conta. Nestor, que cria aves e gado a 5km da cidade, estava vivendo mais um dia tranquilo na zona rural da região quando recebeu uma ligação do gerente lhe pedindo para ir à agência com urgência. Ele não disse do que se tratava, apenas pediu a presença do homem.

O agricultor ficou desconfiado, acreditando que se tratava de um problema com sua conta, então resolveu atender ao pedido do gerente, e foi à agência. Lá ele foi informado de que havia recebido o depósito milionário de uma empresa, que logo foi identificado como um erro.

Nestor perguntou ao gerente como aquilo poderia ter acontecido, mas não havia muito o que explicar, foi um acidente. Então, o bancário o convidou, caso quisesse, a transferir o dinheiro novamente à empresa.

Das atitudes que poderia tomar naquele momento, o gaúcho escolheu a mais simples e honesta: devolver o dinheiro.

Ele contou que, por um momento, sentiu-se como um verdadeiro funcionário. Depois de passar o cartão e fazer a transferência, as coisas voltaram a ser como antes, e Nestor encarou a sua conta com um valor muito mais baixo.

A história se espalhou pela região, com isso Nestor ganhou a fama de ser um “ex-milionário”. No entanto, ele não parece se arrepender nem um pouco de sua decisão, dizendo logo: “Não é meu, não quero”.

Como se isso não fosse prova suficiente da honestidade do agricultor, essa não foi a primeira vez que ele passou por uma situação similar e optou pela honestidade. Em 2002, ao cobrar uma nota promissória de R$ 1,2 mil, ele recebeu R$ 12 mil por engano, mas assim que percebeu o erro devolveu a diferença.

Que história! Muitas vezes, as maiores demonstrações de caráter vêm das pessoas mais simples. Que Nestor receba tudo em dobro!

Comente!

Professora é demitida após pedir que alunos usassem bombril para representar cabelos crespos

Artigo Anterior

Folhas de louro: contra insônia, açúcar no sangue, hipertensão arterial e gordura

Próximo artigo