Pessoas inspiradoras

Designer cria cadeiras de rodas recicladas e devolve a esperança a crianças africanas deficientes

Japheth Janna Deeble é um jovem inspirador, que usou uma experiência pessoal desagradável para criar um projeto incrível, que tem melhorado a qualidade de vida de crianças e adultos africanos.



O homem cresceu no Quênia e, desde cedo, testemunhou as muitas dificuldades que as pessoas deficientes enfrentavam por lá, como um homem chamado Letu, incapacitado pela poliomielite, que tinha um estilo de vida bastante isolado.

Janna sofreu um acidente quando cursava design na universidade e acabou ficando em uma cadeira de rodas por três meses, nesse tempo conseguiu compreender a realidade das pessoas com problemas de locomoção, e decidiu que faria algo para ajudá-las.

Segundo contado no site do seu projeto, existem mais de 10 milhões de africanos deficientes que precisam de cadeira de rodas, e 90% desse total não tem condições de comparar o meio de locomoção. Pensando nisso, o design usou sua expertise para criar algo que facilitasse sua rotina.


Direitos autorais: reprodução Facebook/SafariSeat.

Janna passou o seu último ano de faculdade desenvolvendo o SafariSeat, um projeto que constrói cadeiras de rodas com materiais reciclados, focadas em levar mobilidade às pessoas que necessitam desse meio de locomoção.

Com o tempo, ele e a equipe conseguiram chegar a um protótipo suficientemente bom, que começou a ser distribuído às pessoas em dificuldade. No fim de 2020, ele e a equipe conseguiram um bom financiamento de um doador, que tem permitido ao projeto expandir suas operações.

O grupo criou o Instituto de Acessibilidade (TAI), uma ONG na Suécia aliada à empresa social no Quênia, que leva o SafariSeat a mais pessoas, através da construção de novas oficinas no Quênia e em toda a África Oriental. As cadeiras desenvolvidas pelo jovem são fabricadas com materiais simples, disponíveis na região e fáceis de reparar.


Direitos autorais: reprodução Facebook/SafariSeat.

Direitos autorais: reprodução Facebook/SafariSeat.

Segundo o projeto, através do meio de locomoção, é possível oferecer independência às pessoas, facilitar o acesso à educação, ao emprego e a uma vida que vai muito além dos limites das próprias casas das pessoas deficientes.

Já foram mais de 100 cadeiras de rodas entregues até então, que têm oferecido melhor qualidade de vida a essas pessoas que já enfrentam tantas dificuldades no dia a dia. É um projeto incrível, que nasceu de um profundo desejo de ajudar, e vem impactando quem precisa. Muito sucesso a essa iniciativa!


Brasileira que foi bolsista ganhou prêmio internacional de Cientista do Ano!

Artigo Anterior

Homem transexual perdeu o emprego por conta de gravidez: “Não vamos violar os direitos dos outros”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.