Comportamento

Durante chá-revelação, pai fica irritado ao descobrir que terá outra menina. Reação tem causado polêmica

2 Durante cha revelacao pai fica visivelmente decepcionado ao descobrir que tera outra menina

Durante a festa em família, o homem, que já é pai de uma menina, fica visivelmente incomodado com a descoberta, chegando a emitir palavras impróprias durante o vídeo.



As festas de revelação de gênero se tornaram populares nos últimos anos e consistem em falar publicamente se o bebê que a família espera é menino ou menina. O tema em si já causa controvérsias, já que muitos pais e responsáveis acreditam que é impossível saber qual gênero a criança terá, já que pode depender de outros fatores que envolvem muito mais o indivíduo do que a família.

Mesmo assim, a comemoração ganhou muitos adeptos, além de jeitos inusitados de contar a todos qual é o sexo da criança. Pode ser a cor da massa de um bolo, um jogo de luzes, balões ou até mesmo fumaça que sai de um jato, não existem limites na hora de fazer a “grande revelação”, basta ter dinheiro e acreditar que esse rito de passagem é importante. Na maioria das vezes, os pais também não sabem qual é o gênero da criança e o descobrem ao mesmo tempo que os convidados.

A generificação é simples: se for menino, surge a cor azul; e se for menina, a cor rosa. Independentemente da categoria, os envolvidos no evento separam aquele momento para mandar boas energias para a criança gestada. Espera-se, naturalmente, que o gênero não interfira no nível de felicidade dos pais, já que é impossível escolher qual dos dois a criança terá. Na cultura ocidental, os gêneros masculino e/ou feminino possuem cargas de estereótipos que não deveriam influenciar negativamente ou positivamente os pais e responsáveis pelas crianças.


Mas um vídeo que tem circulado na última semana mostra o oposto.

Um pai fica nitidamente incomodado com o fato de sua companheira esperar uma menina. O casal, que já tem uma filha, está entre familiares no momento da revelação, e o pai é incapaz de guardar para si sua insatisfação.

As imagens que estão circulando no TikTok têm causado revolta em alguns internautas, inconformados com a expressão do homem.

 


@matthb92#genderrevealworld #babygirl

♬ original sound – Matt H-B


Atribuir um gênero a um indivíduo implica em associar a ele apenas metade de um universo de possibilidades, limitando suas escolhas aos estereótipos atribuídos à sua categorização. Por exemplo, quando uma gestante descobre que está esperando uma menina, brinquedos, roupas, nomes e até mesmo expectativas de como sua personalidade será são intimamente relacionados ao universo feminino.

E quando o oposto acontece, e se descobre que o bebê é menino, a outra metade das possibilidades são atribuídas a ele.


Isso significa que alguns padrões de comportamento vão sendo reforçados muito antes de a criança nascer, como meninos que brincam de carrinho e meninas que brincam de boneca, ou meninas sensíveis e meninos que não choram.

Não existe problema algum em atribuições de gênero, desde que isso seja saudável para a criança envolvida na equação. Como os padrões já estão entranhados na cultura, é possível compreender a reação do pai ao descobrir que teria outra filha, limitando sua paternidade ao gênero das crianças, como se fosse impossível estabelecer uma relação com o infante, a menos que ele tenha o sexo esperado, no caso, um menino.

Os internautas não perdoaram, e muitos criticaram o homem, dizendo que ele deveria simplesmente ser grato por poder ter filhos. Outros ainda foram além e perguntaram qual seria a reação da filha, quando visse aquele vídeo no futuro, já que o pai visivelmente não gostou do gênero revelado.

O que você achou da reação do pai?


Comente abaixo e compartilhe este texto nas suas redes sociais!

“Imperfeições perfeitas”: abandonada ainda bebê, por ser albina, adolescente se torna modelo da Vogue

Artigo Anterior

Diretora proíbe professores de chamar crianças de “meninos e meninas” e linguagem desagrada pais

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.