Comportamento

Imagens mostram menino exausto por trabalhar o dia todo na rua, para ajudar a mãe

Um usuário das redes sociais conversou com o menino bastante cansado, na rua. Confira!



Embora saibamos que o lugar das crianças não é nas ruas, trabalhando, na realidade, as coisas podem ser muito diferentes. Em famílias muito pobres, em que os pais não são capazes de prover todas as necessidades sozinhos, é muito comum ver os pequenos fazendo os mais variados tipos de serviços nas ruas: flanelinhas, vendendo doces, entre outros.

Essa situação se repete em diversos lugares do mundo. Um influencer da Malásia, que cria e compartilha conteúdos inspiradores em suas redes sociais, postou em seu perfil no Instagram, há alguns meses, a história de uma criança que encontrou trabalhando nas ruas.

Rehan, um menino de 9 anos, foi fotografado exausto ao fim de um longo dia de trabalho. O menino estava com fantasia de gato e passou o dia todo nas ruas servindo de “atração” para quem passava.


 




Ver essa foto no Instagram




 

Uma publicação compartilhada por KONTEN INSPIRATIF (@rhmadii__)

Ao conversar com o menino, o influencer descobriu que ele tomou a decisão de trabalhar todos os dias fantasiado para ajudar a família financeiramente e para arcar com as próprias necessidades diárias.

Segundo a publicação, a mãe do menino trabalha com “bicos” e consegue dinheiro apenas para o básico, como aluguel, e qualquer renda extra é destinada a gastos escolares.

O pequeno Rehan, apesar de muito novo, já mostra algum conhecimento sobre a vida, apesar de sua realidade triste. Ele disse: “Dinheiro não é ruim. Você pode comprar arroz para levar para casa.”

A mãe do menino é quem paga pelas fantasias que, segundo o menino, são de personagens de desenhos animados, como Bob Esponja e Dora, a aventureira.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@rhmadii__.

O influencer chegou a perguntar ao menino se essa realidade faz felizes tanto ele quanto sua mãe, e ouviu como resposta que o menino se sente feliz em poder ajudar a mãe. No entanto, mencionou que muitas vezes se sente muito cansado, já que precisa caminhar aproximadamente 10 km por dia.

A história de Rehan é a mesma de muitas crianças do mundo inteiro, que enfrentam a realidade de trabalhar na infância. Não é algo que gostamos de ver mas, infelizmente, é bastante comum.

Nosso desejo é que esse tipo de realidade seja combatida, para que cada vez mais as crianças possam aproveitar essa fase tão especial da vida, com pureza e diversão, deixando as obrigações de adulto para depois.

Compartilhe o texto em suas redes sociais!

“Eu não acho que uma mulher deva decidir isso”: médico se recusa a ligar as trompas de mãe solteira

Artigo Anterior

Pai herói, que disputou mais de 1000 corridas junto com o filho tetraplégico, morre. O fim de um grande legado!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.