5min. de leitura

Não espere o incentivo dos outros, o primeiro a acreditar no seu sonho, tem que ser você!

Quando decidi escrever esse texto, um turbilhão de pensamentos e sentimentos invadiu meu peito… Eu queria algo diferente, pois esse assunto é um assunto especial!



Nós vivemos em um mundo, em que ser diferente, ser um desbravador de sonhos, é loucura! As pessoas se assustam quando olham pra alguém que tem coragem, que arrisca, que tenta sem medo.

As pessoas,  ao se depararem com indivíduos  de potencial, ao invés de esboçarem  palavras de amor, de otimismo, logo de imediato, como chuva, caem  um turbilhão de desculpas desmotivadoras como por exemplo ‘’Não saia do seu serviço, lá você está estável’’, ‘’Esse momento não é oportuno para abrir um negócio próprio‘’,  ‘’ Você quer estudar? Mas com essa idade? Já está velho!”

E aí, bem nesse ponto, surge um grande divisor de águas, pois muitos desbravadores de sonhos, diante dessas e de diversas outras frases desmotivadoras, tentam  se encaixar e acabam  acreditando no  que escutam; desacreditam  dos seus  próprios sonhos, tornam-se colecionadores de sonhos  e acumuladores de frustrações, colocando no amanhã, tudo o que queriam viver hoje, como a maior parte das pessoas.

Muitas vezes, pensamos que as pessoas que nos rodeiam gostam de nós, que se preocupam em dar sempre os melhores conselhos, e a questão aqui não é discutir, se essas pessoas gostam ou não de você, e sim, discutir se as frustrações que cercam a maior parte das pessoas, não estão se projetando em seus sonhos e limitando-os. Perceba se as frustrações que não fazem parte de você estão influenciando seus comportamentos e fazendo com que você acabe desacreditando do seu potencial.


ACREDITE, o fato de alguém desacreditar no que você é, não muda o fato de que você continua sendo capaz.

Hoje vim te dizer que você não precisa de frases motivadoras ou textos motivadores para acreditar em você!

Você não precisa ouvir palavras de afeto, ter a certeza de que as pessoas o incentivem, para correr atrás dos seus sonhos.

Não se baseie em boas opiniões, pois na maior parte das vezes elas não farão parte da sua realidade, lembre-se de que, ‘’em um mundo de pessoas consideradas normais, os loucos são os felizes!”


E a loucura que cito nesse texto, não está relacionada a ser irresponsável, mas sim em cair e tentar, de novo, e de novo, e de novo! Essa loucura consiste em arriscar, em acreditar e arriscar. Isso é viver!

As pessoas mais famosas do mundo, as mais bem-sucedidas, os maiores inventores da história, não tiveram apoio, não tiveram pessoas que acreditavam neles, eles apenas acreditaram em seus sonhos, e arriscaram, e olha só, é graças a essas loucuras que hoje temos aviões, eletricidade, internet, tecnologia, arte.

Agora pense se essas pessoas tivessem esperado alguém acreditar nelas, para agirem, para tentar, ou se tivessem acreditado que seus sonhos eram loucos? Nada disso existiria!

Agora eu lhe pergunto: quem garante que você, sim,  você que está lendo isso agora, que tem um sonho e hoje  considera loucura, imagine se  não será o responsável por algo que mudará o mundo? Quem garante que você não fará a maior descoberta deste século?

Seu sonho é importante, seja ele qual for, seja  perder 100 quilos ou abrir um negócio próprio. Se você sonha, eles já existem em você e esse é o ponto!

Não espere que alguém acredite em algo que já existe em você! As pessoas estão presas a`crenças limitantes e nem sempre estão dispostas a acreditar em coisas que fujam dessa  realidade que elas acreditam ser a certa.

O mundo é um grande inibidor de sonhos, mas é nele, é nesse mundo que está a chave para tornar seus sonhos reais!

Acredite em  você, siga o seu coração, motive a si mesmo, diariamente, vá em busca do que você acredita  e desbrave o que ninguém ainda conhece!

Luana Costa – Borboleta Azul

____________

Direitos autorais da imagem de capa: pjcross / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 19/06/2017 às 6:26






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.