publicidade

O que fazer quando as mudanças inesperadas acontecem?

“A vida é uma série de mudanças espontâneas naturais. Não resista a elas – isto só cria tristeza. Deixe a realidade ser realidade. Deixe que as coisas fluam naturalmente para a frente de qualquer forma que eles sejam.” –Lao Tzu



***

Em um dado momento da vida você fez planos, correu atrás, batalhou como um guerreiro pelos seus desejos e quando tudo parecia estar perfeito, a vida vem e lhe dá um solavanco.

E de repente em sua frente, eis uma cruel realidade: algo mudou, saiu do seu controle. Uma perca amorosa, financeira ou uma alteração drástica de circunstâncias transformou completamente um cenário controlado e previsível em outro totalmente desconhecido.

Vamos combinar, nós somos incansáveis na nossa luta em transformar a nossa realidade e somos mestres em driblar toda e qualquer dificuldade que nos ultrapasse à frente, mas nós ainda somos muito resistentes em aceitar as mudanças que a vida nos traz.


Somos muito relutantes em perceber a nossa pequenez e a nossa fragilidade diante do inesperado e talvez um pouco arrogantes em achar que em todos os momentos da nossa vida a nossa determinação, por si só, seja realmente capaz de mudar tudo.

Mas é necessário aceitar quando as mudanças inesperadas sacodem a nossa vida: as coisas mudam, as pessoas mudam, as situações mudam…


Isso não é fácil. Tudo parecia tão bem quando uma avalanche repentinamente veio e sacudiu completamente a sua vida – o que pode significar para você muita frutração, na melhor das hipóteses, ou um medo aterrador, na pior delas.

Você fez tudo. Mas, mesmo assim ela veio. E você pode até se sentir como uma vítima das circunstâncias incontroláveis – ​​onde não importa quanto você faça ou se dedique, parece que nada dá certo. Ou você pode, em vez disso, abrir mão do conforto e do temor da mudança e mergulhar, aprender e crescer – não importando qual seja o tamanho do estrago na sua vida que possa ter sido causado por ela.

Para isso precisa fazer um pequeno exercício. Aqui vai ele:


1- Encontre paz na incerteza

Você já reparou no quanto da nossa vida buscamos garantias para o futuro que nos parece tão assustadoramente incerto?

Nós vivemos em busca de certezas, de segurança e de conforto. E por isso nos agarramos ao que que nos é familiar. E isso é claramente sobre ter medo. Medo da dor, medo da perda, medo de não ter controle. Medo de não estar certo sobre o que fazer amanhã ou no dia seguinte.

Lembra-se de toda aquela confiança de tudo dar certo? As possibilidades em contrário também existiam. Você apenas esqueceu de considerar elas.

Isso tem a ver com a nossa ilusão de que temos controle. Abra mão das certezas que você acha que supostamente tem. Abrace o enigma maravilhoso que é a vida e permita-se fluir com ele.


 2 – Aceite o que é

Muito embora você tenha feito sua dose de esforço para obter um resultado diferente, a realidade é essa que se apresenta na sua frente. E você pode até se tornar um pobre infeliz por não aceitar algumas coisas como elas se apresentam em um determinado momento da sua vida.

Mas, como o Psicólogo e escritor Jorge Bucay escreveu:

A realidade não é como me conviria a mim que fosse.

Não é como deveria ser.

Não é como me disseram que ia ser.

Não é como foi.

Não é como será amanhã.

A realidade fora de mim é como é.

Aceite o aqui e agora. Se você se perder em devaneios sobre como poderia ser, você vai ignorar completamente e perder o que é.


3 – Abra mão do seu apego

Já se perguntou ao que possa estar apegado que uma mudança possa provocar tanta dor?

É mesmo tão maravilhoso assim esse relacionamento que você insiste em manter? Existe apenas coisas positivas que possa dizer sobre ele?

O quão realmente é sustentável sua situação financeira e o quanto custa para você esse conforto do qual não quer abrir mão?

Existe mesmo apenas o lado bom de tudo isso ao que você está tão agarrado e de que tem tanto medo de perder?

Ao se fazer perguntas você poderá se deparar com a realidade de que muitas vezes nós só vemos o lado bom das coisas e é a ele que nos apegamos.


4 – Confie

Confiar é sobre acreditar. É sobre ter a fé de que um plano maior esteja a tratar de tudo que lhe acontece e que isso ao final será para o seu próprio bem. Nem sempre isso é uma tarefa fácil.

Lembre-se de que foi sempre esse plano maior o trouxe até aqui. E mesmo que o futuro lhe pareça sombrio, é essa confiança que lhe diz que você não necessita de saber de tudo com antecedência e que você terá as capacidades necessárias para lidar com ele. Apenas confie e tenha esperança.

Para mim, uma das maiores lições(existem outras) que o desconhecido pôde me dar, é a de que eu sempre saberei como lidar com ele – por mais que ele seja difícil. E que isso me fará muito mais fortalecida.

Assim, quando ele novamente chegar, eu posso até escolher sentir dor, raiva ou angústia. Mas se eu responder com flexibilidade, serenidade e alegria eu me permitirei experimentar algo bonito e novo.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.