Família

Por um filho, uma mãe vence todos os medos e encontra forças que nunca imaginou possuir

Nenhum amor se compara ao de uma mãe, que é capaz de se sacrificar e abrir mão de sonhos apenas para ver a felicidade de um filho.



Quando um filho nasce, todos os sentimentos daquela mulher passam a ser divididos em dois. Não tem explicação, a capacidade que ela tem de colocar os interesses de um filho em primeiro lugar é a tradução do mais belo e puro amor que existe na Terra.

A mulher, quando se torna mãe, faz despertar dentro de si todos os instintos protetivos, existentes há milhões de anos, que garantem que aquela criança terá uma boa vida. É a fúria de uma leoa, que para proteger sua prole, é capaz de enfrentar o maior dos inimigos. Felina, ágil e astuta, a mãe nunca abandona um filho, e ainda garante que ele se tornará o melhor adulto que conseguir.

Mas costumamos colocar as mães em um pedestal que, às vezes, não condiz com a realidade que vivem. Por mais que sejam a melhor representação de força que existe, não se engane, todas sentem medo.


Todas as noites, quando deitam suas cabeças no travesseiro, o maior dos temores passa a assombrar seus pensamentos: a fragilidade de seu filho.

O maior medo de uma mãe é perder seu filho ou se afastar dele por algum motivo. Mesmo assim, esse medo não é capaz de paralisá-la, pelo contrário, é esse sentimento que a move, que faz com que ela seja mais forte do nunca havia imaginado. Essa mulher retira forças de seus maiores monstros para proteger todos que dependem dela, e tratam isso como se fosse a coisa mais natural do mundo.

A proteção e o carinho são sentimentos que caminham de mãos dadas, mas não ouse cruzar o caminho de uma mãe, ou demonstrar que pode fazer algum mal contra seus filhos. Essa mulher é capaz de tudo para garantir que eles tenham apenas o melhor, inclusive podem ser más, brigar com familiares e romper laços antigos, caso sinta que seja necessário.

Ao se tornar mãe, a mulher incorpora toda a força e potência de suas ancestrais, as mulheres que vieram antes dela e que compõem sua árvore genealógica feminina. A maternidade é resistência diária, é a comprovação de que poucos no mundo têm a resiliência e a capacidade de se reconstruir para tentar novamente.


Ser mãe é, todos os dias, enfrentar os maiores inimigos apenas para ver um filho feliz e bem cuidado.

Mas não se engane, ela tem muitas feridas embaixo de sua roupa impecável, ela carrega milhares de cicatrizes que adquiriu lutando contra tudo o que pode fazer mal para seus descendentes.

Por trás de toda aquela pose de mãe decidida, saiba que ela também precisa de cuidado e carinho, toda demonstração de afeto que puder dar será como recarregar suas energias, deixando-a ainda mais poderosa.

A força de uma mãe não pode ser explicada, mas lembre-se que ela sempre fará tudo para proteger e amar um filho. Nada é mais importante que a felicidade de quem se ama!


Compartilhe esse texto nas redes sociais!

Cão abandonado e desnutrido que vivia em pilha de lixo é resgatado e reaprende a confiar nos humanos!

Artigo Anterior

Bebê com síndrome de Down dá sorriso de amor para mãe adotiva. Conquistou seu coração!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.