Reflexão

“quando a vida traz a conta, você paga caro todo o mal que fez ao outro”

Quando a vida traz a conta, nós somos obrigados a arcar com tudo aquilo que fizemos para as pessoas ao nosso redor, e uma coisa é certa: o preço do egoísmo e da maldade é muito alto.



Quem escolhe viver uma vida de negatividade tem que estar preparado para quando chegar o momento de acertar a conta, porque nenhum desconto vem para aqueles que parecem se esforçar para fazer mal a outras pessoas.

Apesar de cada um ter a sua própria jornada e destino, muitos preferem gastar o seu tempo e energia pensando em maneiras de prejudicar aqueles ao seu redor, ao invés de buscar o seu próprio amadurecimento e felicidade.

Provavelmente você já conheceu alguém assim, porque esses comportamentos são cada vez mais comuns.


Pessoas assim são conhecidas como tóxicas, manipuladoras e egoístas. Elas fazem tudo o que for preciso para alcançar seus objetivos, ainda que para isso precisem complicar muito as vidas daqueles ao seu redor. Não possuem lealdade, confiabilidade e respeito por praticamente ninguém.

Essas pessoas não conhecem o que é a verdadeira amizade, não estão familiarizadas com o poder de transformação do bem. Provavelmente já passaram por momentos extremamente negativos com outras pessoas no passado e não conseguiram se libertar de sua influência, por isso procuram compensar todo o mal que sofreram magoando outras pessoas, ainda que não tenham nada a ver com a situação.

Algumas vezes, fazem isso por falta de autoconhecimento e noção do impacto de suas próprias atitudes.

Outras o fazem intencionalmente, mas seja qual for a justificativa, nunca estarão livres da dívida com a vida, e terão que prestar contas de todas as atitudes que trouxeram tristeza intencional a alguém.


Não importa quem somos ou qual nossa história de vida, ferir outras pessoas nunca será algo bom, nem a solução para nossos problemas. Sempre podemos escolher usar nossas experiências negativas como motivação para aprendermos coisas novas e encontrarmos um caminho realmente saudável.

Fazer o mal é sempre uma escolha e as suas consequências não são nada agradáveis. Concentre-se em levar uma vida consciente, responsável e respeitosa, consigo mesmo e com os outros. 

A vida cobra um preço alto demais por cada uma das maldades de praticamos. O melhor é cultivarmos o bem em nosso interior, assim caminharemos com segurança e tranquilidade, sem nada a temer, apenas com infinitos motivos para agradecer.




Direitos autorais da imagem de capa: freestocks.org/Pexels.


“para falar mal de nós existe uma fila infinita, mas para pagar nossas contas ninguém aparece”

Artigo Anterior

“se você ama, sofre. Se não ama, adoece”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.