4min. de leitura

Solte aquilo que lhe pesa, esvazie-se, entregue tudo a Deus

Solte! Entregue tudo a Deus! Nunca vi alguém que confiou nos propósitos de Deus se arrepender. Nunca! 


Desfez a mala, tirou o peso das costas. Seguiu a estrada sem levar nada, apenas se concentrou em seus passos, pequenos porém com um olhar de otimismo, o coração leve e a certeza de que algo estava diferente, e realmente estava.

No caminho, pegou-se pensando que não faz sentido algum se sentir mal com aspectos que simplesmente não poderia mudar.

O tempo tem, sim, o poder de colocar tudo em seu devido lugar, mas olhamos para trás e pensamos: se tivéssemos a cabeça que temos hoje, não escolheríamos aquele caminho. Mas, se não tivesse acontecido tudo exatamente como aconteceu, também não seríamos a pessoa que somos. Consegue entender que está tudo interligado? No fim das contas, tudo coopera para o nosso bem, a nossa evolução.


Nada acontece por acaso, mas é nossa total responsabilidade escolher os motivos mais capacitantes para os desafios e circunstâncias de nossa existência.

É necessário investir energia para seguir em frente, dedicando-nos a atingir nosso melhor potencial e assim conquistar nossos sonhos.

Para isso, devemos deixar os pesos desnecessários para trás, esvaziar a alma, encher-nos daquilo que nos alegra. Qual foi a última vez que tiramos um tempo para nós mesmo e fizemos algo que realmente nos faz felizes? Qual a última vez que sentimos aquele friozinho na barriga por estar perto de realizar um sonho?

Com o que sonhamos? O que mais desejamos que aconteça, do fundo de nosso coração?

Muitas perguntas, não? Impossível respondê-las com sinceridade, se estamos sempre com bagagens cheias, carregando-as para todos os lados. É tanto peso que acabamos ficando cego e não vemos a estrada a seguir, mas quando decidimos soltar as malas, o caminho vai ficando mais claro, o olhar mais maduro e o coração mais sincero.


Talvez a sabedoria seja isto: passar por situações desafiadoras, frustrantes, mas ter a plena convicção de que não somos o que nos acontece nem o que dizem de nós. Somos as nossas lutas constantes, fracassos, sonhos, vitórias. Somos aquilo que decidimos ser.

Inteligente é quem aprende com os próprios erros, mas sábio mesmo é aquele que nem precisa errar, pois só de ver outros errando sabe o mal que isso causa.

Decidamos soltar aquilo que nos pesa, esvaziar-nos e entregar tudo a Deus. Não temos o controle do caminho, mas ele tem, e talvez em um futuro não muito distante, sejamos gratos por exatamente tudo, tudo o que vivemos de bom e de ruim também.

Nunca vi alguém que confiou nos propósitos de Deus se arrepender. Nunca! 

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.