ComportamentoReflexão

Como a dor muda as pessoas…

Não há amor sem dor e não há vida sem dor. Através da dor ganhamos a nossa sabedoria e nossa força, e é assim que desenvolvemos “uma pele mais grossa”. Mas entre dor e sabedoria, podemos mudar – porque ninguém passa pela dor e continua sendo a mesma pessoa.



Nós ainda amamos. Mas com nossas guardas armadas, não tão acessíveis como costumávamos ser, não tão confiantes, inocentes, puros e românticos incorrigíveis. Ficamos cautelosos, com medo, não queremos ter rejeitados, não queremos ser amargos e não queremos repetir os mesmos erros novamente. Nós quebramos corações para salvar o nosso e podemos viver anos sem dizer a alguém como nós sentimos, porque sabemos que ele não se sente da mesma maneira.

Nós amamos, mas não amamos mais de todo o coração, nós amamos em pedaços, amamos quando temos certeza dos sentimentos de alguém e quando o tempo está do nosso lado, nós amamos apenas quando é seguro.

como-a-dor-muda


Nós ainda temos esperança. Mas também tememos; pensamos em como as coisas podem dar errado, como as coisas seriam boas se fossem de curta duração. Vivemos, mas não cedemos completamente à felicidade, nós não acreditamos que as coisas boas vão durar, nós pensamos que a vida vai de alguma forma nos tirar tudo.

Não damos a vida a oportunidade mudar de surpreender-nos, porque não queremos nos decepcionar novamente. Tentamos prever que a vida vai nos decepcionar, para não nos surpreendermos quando isso acontecer.

Nós ainda sonhamos. Mas não sonhamos muito alto e não tentamos perseguir nossos sonhos porque não queremos perder de novo, não queremos falhar, não queremos nos sentir inúteis. Queremos provar que somos bons o suficiente, que somos capazes de depender de nós mesmos, que somos adultos responsáveis, por isso sonhamos com coisas que estão ao nosso alcance, sonhamos com coisas que sabemos que podemos alcançar, nós não olhamos para cima, não olhamos muito longe e não acreditamos em milagres. Nós sonhamos, mas não seguimos nossos sonhos, não achamos que eles vão acontecer para nós, nós não pensamos que merecemos esse tipo de felicidade, porque estamos acostumados com a dor.

Nós deixamos de acreditar em milagres desde que nossos sonhos se tornaram pesadelos.


A dor muda as pessoas; principalmente para melhor, mas quando as pessoas sofrem, fazem tudo o que podem para evitar a dor, elas não querem afundar seus corações novamente, não querem chorar incontrolavelmente novamente e não querem se sentir fracas novamente.

Mas quando tentamos evitar a dor, muitas vezes evitamos também o prazer. Quando tentamos evitar a dor, evitamos assumir riscos que poderiam mudar nossas vidas, quando tentamos evitar a dor, evitamos amar e ser amados.

Às vezes eu queria que a dor não nos mudasse, eu não queria que a dor ficasse tão profundamente em nós para que possamos amar, viver, ter esperança e sonhar, como costumávamos fazer. Assim, poderemos acreditar em felicidade e milagres.

Às vezes eu queria poder mudar a dor em vez de ela me mudar, para que pudesse encontrar uma maneira de ser eu mesma novamente, para ser quem eu era antes de me machucar.


___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Thought Catalog

5 simples maneiras de treinar seu cérebro para ser positivo:

Artigo Anterior

Como usar o poder da positividade realmente muda o mundo ao seu redor…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.