Criança não tem namoradinho – criança tem amiguinho!

Vivemos em um mundo que está em constante desenvolvimento, e se não caminharmos de acordo com suas regras, ficamos para trás. As coisas mudam com muita rapidez, o que é bom e legal hoje, amanhã já está velho e atrasado, e nessa constante transformação, algumas vezes deixamos cair no esquecimento hábitos e valores essenciais para vivermos com completude, felicidade e consciência.

Um grupo muito afetado pela aceleração exagerada das coisas é o das crianças. Infelizmente, muitas delas são privadas da oportunidade de viver tudo o que a sua inocência pode proporcionar por conta da pressa dos adultos. Não respeitam o seu tempo de brincar, de estudar e de serem crianças.

Um exemplo muito comum desse comportamento adulto é revelado por uma simples atitude, que muitos consideram normal, talvez, por não perceberem o perigo escondido.

Muitos adultos perguntam coisas do tipo: “Já tem algum namoradinho(a)?”, “Você é menino, precisa aprender desde cedo a namorar todas” ou “Se você não arrumar um namoradinho logo, vai ser a única da sua sala sozinha”.

Essas perguntas são extremamente perigosas. Crianças são crianças, a sua maior preocupação não deveria ser arrumar um namoradinho ou namoradinha, mas sim viver essa fase da vida da maneira certa, brincando, estudando, vivendo experiências significativas que vão levar consigo pro resto da vida.

Não é o momento de desenvolverem interesses românticos, elas não compreendem totalmente os sentimentos envolvidos em relacionamentos, nem precisam, sua prioridade deve ser outra, e é trabalho da família deixar isso muito claro.

Precisamos aprender a permitir que nossas crianças vivam todas as etapas da vida. Essa nossa pressa para que elas cresçam e se tornem independentes pode custar toda a sua inocência.

Aprenda a incentivar seu filho a viver as coisas certas. A fazer amizade com os colegas da escola, a ler livros educativos que o ajudarão a formar seus valores e estabelecer os próprios objetivos, a respeitar todas as pessoas ao seu redor e, principalmente, a entenderem que são crianças e que essa é uma das melhores fases da vida, que devem aproveitar com muita intensidade e alegria!

Lembre-se sempre: crianças devem brincar, não namorar, e mesmo que algumas palavras ou atitudes possam parecer inocentes, a verdade é que podem atrapalhar o desenvolvimento de seu filho.

Seja consciente e respeite o tempo das crianças. Sua atitude faz toda a diferença na vida que elas levarão.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Maxim Lupascu / 123RF Imagens



Deixe seu comentário