ColunistasEspiritualidade

E se papai noel fosse diferente, lembraríamos do verdadeiro dono da festa?

E se papai Noel fosse diferente2 site

Ontem sonhei com a noite de Natal. Era um sonho esquisito, pois papai Noel era diferente.



Ele não era branco, com olhos claros e nem usava uma roupa vermelha. A sua pele não tinha cor e o seu saco não possuía presentes materiais e sim valores.

Quando cruzei com ele, deixou cair um álbum de fotos e logo pensei que eram paisagens lá do Polo Norte, local de onde ele veio. Encantada, sentei numa pedra e comecei a folhear. Mas para minha surpresa, lá não tinham paisagens, tinham fotos de irmãos sendo vendidos como escravos na Líbia, como se fossem animais! Contei para o desinformado velho Noel, que estamos no século XXI e que isso é coisa do passado. Mas ele me olhou docemente e disse que acabou de chegar daquelas terras quentes, onde o mundo esqueceu aquela gente, onde o Natal não ousa chegar. Estupefata, procurei enxugar as minhas lágrimas e continuei a caminhar.

Observei o Noel de longe, enquanto ele soltava algumas sementes no caminho, achei que eram sininhos e não hesitei em perguntar: Por que não trouxe presentes?


Eis que as mesas estão fartas de gente contente e as chaminés acesas a esperá-lo. E ele me disse que era um papai Noel diferente, que veio plantar as novas sementes para esse mundo salvar.

Ele jogou uma porção de sementes de compaixão, para que possamos o nosso irmão perdoar. Jogou sementes de humildade, para brotar um de pé verdade e o ser humano não precisar mais disfarçar. Jogou sementes de bondade, para acabar com a maldade que infestou esse lugar. E de repente o despertador tocou e desse sonho me acordou e me fez despertar!

Que bom seria se os sonhos fossem verdade e que os costumes populares desenvolvidos para a chamada “noite de natal” não fossem tão materiais, fossem simples como o dono da festa!

Mas, em nenhuma passagem bíblica Jesus Cristo nos pede para comemorarmos o seu nascimento, por incrível que pareça, ele nos pede para relembrarmos a sua morte. Mas, mesmo sem essa solicitação, resolvemos comemorar o aniversário desse ser tão importante! Porém, esquecemos de convidar o aniversariante e fazemos tudo do nosso jeito.


Mesas fartas, muitos presentes, roupa nova, cabelos arrumados… tudo para comemorar a noite de Natal!

Será que o amor cristão, o perdão, a cumplicidade e a fraternidade, fazem parte dos pacotes debaixo das lindas árvores enfeitadas?

É que na verdade ninguém está esperando alguém simples, em forma de luz, para trazer o amor e a verdade. A figura mais esperada, ainda que simbolicamente, é a do papai Noel!

Aquele velhinho fofo, com sua barba branca e seu saco vermelho cheio de presentes, no seu trenó iluminado, com suas renas robustas a voar no céu. Será que o aniversário não é dele? Porque essa cena nada tem a ver com a história do nascimento de Jesus Cristo!


Mas mesmo assim, quem não sonhou em cruzar com o velhinho na sala quando ele, escondido, vem trazer os tão merecidos presentes? Esperamos tudo que cabe em um “saco”, tudo que o dinheiro pode comprar. Mas, na realidade, o que o ser humano precisa é justamente ao contrário…

Precisamos de tudo que cabe em um abraço, num sorriso, na amizade, pois somente envolvidos nesse contexto de amor é podemos sentir a presença iluminada do verdadeiro protagonista dessa noite: Jesus Cristo!

__________

Direitos autorais da imagem de capa: larioslake / 123RF Imagens


Se sua relação apresenta rachaduras, restaure com ouro!

Artigo Anterior

Então deixo que minha alma seja conduzida pela magia do natal…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.