Colunistas

Jesus morreu na cruz para nos provar que podemos vencer qualquer obstáculo

Especialistas afirmam que se sentir amado é uma necessidade emocional primária nos humanos. Essa necessidade nos acompanha por toda a vida, por isso, na infância, buscamos afeto dos pais ou responsáveis, e na vida adulta, dos parceiros amorosos, familiares e amigos.



O grande problema é que queremos o amor da forma como o entendemos e as pessoas o entendem de forma diversa. Sim, eu estou afirmando que muitos desencontros acontecem pela dificuldade em entender o que o outro deseja, ou seja, por falta de empatia.

Em meu livro “Mediando conflitos no relacionamento a dois”, conto várias situações que vivi e vivo na minha rotina de atendimentos. Casos baseados em fatos reais, guardando a total privacidade dos envolvidos. Situações comuns de pessoas, no livro especialmente casais, que se desentendem e sofrem, mesmo se amando. A questão da comunicação é muito séria; falamos o mesmo idioma, mas não a mesma linguagem e nos embaraçamos muito com isso.

Se pensarmos que a nossa natureza clama por amor, entenderemos que essa crise na saúde se revela e expande para uma crise emocional.


Complicado para quem passou a estar muito tempo junto como cônjuges, pais e filhos, irmãos, amigos… Também é difícil para os que se afastaram de seus entes queridos. Não tem sido fácil para ninguém!

Minha reflexão não tem o sentido de intensificar sofrimento, pelo contrário, acredito que constatar nossas necessidades pode ser o diferencial para sairmos renovados dessa situação que, com certeza, vai passar.

A vida é cíclica e eu acredito que aprender o máximo de cada ciclo é trilhar o caminho da nossa evolução espiritual.


No meio dessa reflexão surgiu em minha mente a proximidade da Páscoa e senti que um pensamento se desdobrou ao outro. Afinal, a mais antiga e importante festividade cristã celebra a ressurreição de Jesus ocorrida ao terceiro dia após sua crucificação no Calvário, conforme o relato do Novo Testamento.

Segundo os dicionários, ressurreição significa “volta à vida”, “reaparecimento” e, em sentido figurado, “energia, vigor, disposição ou vida nova”. Com certeza, vivemos um período em que necessitamos ressurgir de nós mesmos para superar tamanhas dificuldades.

Aquele que morreu na cruz é o modelo de todo cristão e nos provou que podemos vencer qualquer obstáculo, inclusive a morte. Isso nos leva a concluir que, por maior que seja o calvário, temos condições de enfrentá-lo.


Seu maior mandamento é: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.”

Sendo o amor a nossa grande necessidade, encontramos no Mestre a bússola precisa para nos orientar neste e em todos os momentos de nossas vidas. Quer ser amado? Ame, simplesmente.

Feliz Páscoa! Feliz renascimento!


Escola quer que mães parem de usar roupas decotadas e curtas ao levar seus filhos. Não dão “bom exemplo”

Artigo Anterior

“Nunca desistir”: jovem compartilha foto de chão, onde dormiu por 2 anos, até conseguir se formar!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.