Reflexão

“Não é mais fácil ser fiel? E se não é possível, não é mais fácil separar?” – Leandro Karnal

capanao e mais facil ser fiel E se nao e possivel nao e mais facil separar Leandro Karnal

Karnal deixou uma importante reflexão para todos nós acerca dos relacionamentos e do caráter pessoal.



Se você já procurou alguma frase de efeito na internet, ou mesmo consome conteúdos de pessoas interessantes e inteligentes, que falam sobre a vida de uma maneira bastante sincera e aberta, que sempre nos fazem questionar sobre os padrões de comportamento da sociedade, provavelmente já se deparou com alguma frase de Leandro Karnal.

O historiador e professor é sempre uma fonte muito interessante de assuntos sobre os quais nem sempre paramos para pensar, mas que têm uma influência muito grande em nossas vidas, e de certa forma ajudam a definir o nosso caráter e a impressão que transmitimos.

Além de bastante ativo nas redes sociais, onde sempre compartilha conteúdos importantes em forma de reflexão, ele também faz palestras no país inteiro e reúne muitas pessoas que sentem prazer em ouvi-lo divagar sobre a vida e que usam as suas palavras como impulsionadores de transformações da própria jornada.


Se você já teve a oportunidade de ver Karnal ou mesmo o acompanha pela internet, sabe o quanto podemos aprender com os seus discursos. Hoje trouxemos uma fala do historiador que nos faz pensar bastante sobre algo que infelizmente é bastante comum nos relacionamentos românticos.

Leandro Karnal questionou, na palestra sobre a ética humana: “Não é mais fácil ser fiel? E se não é possível, não é mais fácil separar?”

A pergunta foi feita a um de seus amigos, que havia lhe confessado que estava sendo infiel à esposa. Como todos aqueles que já traíram alguém sabem, a infidelidade é algo que dá bastante trabalho, e foi exatamente isso o que seu amigo compartilhou com ele.

Segundo Leandro, o amigo confessou que precisava apagar as mensagens do celular todos os dias para que a esposa não descobrisse, sacava dinheiro do banco para não precisar usar o próprio cartão e até mesmo pedia carro emprestado a outras pessoas para que a sua placa não fosse vista em um motel.


Diante de todas essas dificuldades, Karnal não pensou em outra coisa a dizer ao amigo além das palavras acima, e lhe perguntou se a fidelidade não era mais simples do que toda essa rotina que estava precisando viver.

A mesma pergunta pode ser feita a milhares de outras pessoas, que preferem uma rotina complicada, que coloca em risco tudo aquilo que construíram com a pessoa ao seu lado, ao invés de simplesmente honrar o seu compromisso ou agir com honestidade e romper o relacionamento.

Existem milhares de razões que um infiel pode usar para justificar a sua atitude, que vão desde a incerteza de que os seus companheiros os respeitam, até os filhos ou mesmo a condição emocional e de saúde da pessoa ao seu lado, mas nenhuma delas faz sentido se nos colocarmos no lugar daquele que está sendo enganado, muitas vezes sem saber.

Do ponto de vista da ética e do amor, é muito melhor sermos fiéis ou rompermos do que sermos infiéis, porque honramos a nossa palavra ou damos à outra pessoa a oportunidade de recomeçar sua vida e sem a triste notícia de que foram enganadas.


Quando olhamos pelo lado pessoal, essa também é a melhor escolha, porque uma vida de mentiras nos dá muito mais trabalho do que uma baseada na verdade, já que a primeira exige milhares de pequenos processos que um dia podem falhar, colocando-nos em situações desconfortáveis.

Os relacionamentos românticos não são fáceis, e muitas vezes nos sentimos perdidos ou tentados a fazer algo que sabemos que não é o correto. Nesse momento, manter a frase de Karnal em mente pode nos ajudar a não abandonar os nossos valores.

Confira o vídeo completo abaixo:


Brasileira que casou consigo mesma se divorcia depois de “conhecer alguém especial”

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.